São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Tênis 01/04/2014

Brasil Open muda de data em 2015, mas ainda coincide com o Carnaval

Por Esportividade
Ginásio do Ibirapuera, quadra central do Brasil Open (Brasil Open/Inovafoto)

Ginásio do Ibirapuera, quadra central do Brasil Open (Brasil Open/Inovafoto)

Os organizadores comemoraram a nova data do Brasil Open de tênis em 2015, mas o público ainda enfrentará um inconveniente: de novo semifinais e final serão em sábado e domingo de Carnaval. A chave principal do torneio será jogada de 9 a 15 de fevereiro. A terça-feira carnavalesca será no dia 17. Situação idêntica ocorreu neste ano, mas o problema para a organização foi o fato de o Brasil Open ter encerrado o ciclo da ATP na América do Sul. Agora voltará a ocupar a segunda semana da sequência de torneios no continente.

Assim, o Brasil Open, de nível ATP World Tour 250, será disputado logo após o Equador Open Quito e uma semana antes do Rio Open, um ATP World Tour 500. O ATP de Buenos Aires ficou com a quarta semana.

“Não poderíamos receber melhor notícia”, disse Luis Felipe Tavares, diretor do Brasil Open. “Neste ano, mesmo com todas as dificuldades de calendário, a concorrência com Acapulco e Dubai na mesma semana, conseguimos fazer um excelente evento, que foi bastante elogiado pela ATP, pelos jogadores e pelo público. A nova data para 2015 vem coroar os 15 anos do Brasil Open, no qual já começamos a trabalhar e esperamos realizar uma edição ainda melhor.”

Pelo terceiro ano consecutivo, o Brasil Open em 2014 foi disputado no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, cujo ginásio principal é o Geraldo José de Almeida, o do Ibirapuera. O ginásio Mauro Pinheiro, após diversos problemas em 2013, não foi usado neste ano; foi, então, substituído por um temporário erguido ao lado do estádio. Houve maior preocupação com a temperatura, e a organização fez o uso de sistema de ventilação para tentar reduzi-la.

Dentro de quadra, os favoritos não foram à final, que foi disputada pelo argentino Federico Delboni e pelo italiano Paolo Lorenzi. O sul-americano levou a melhor após três sets. O maior nome a competir no Ibirapuera foi Tommy Haas, que caiu nas semifinais. Não havia no torneio tenistas posicionados entre os dez primeiros do ranking da ATP.

Como foi em 2014:
Mais conhecidos aparecem no dia final do Brasil Open apenas em painel
Tenista Haas é um apreciador de restaurantes paulistanos; Feijão chora
Brasil Open de tênis: confira o que deve melhorar no torneio deste ano
Brasil Open-2014 promove mudanças para corrigir falhas vistas em 2013
Cinco tenistas entre os 45 melhores participam do Brasil Open de 2014

Deixe seu comentário