São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Rugby 25/04/2016

Clima amistoso une torcidas de rivais no Allianz Parque para jogo de rugby

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Brasil x Uruguai no Allianz Parque (Andrei Spinassé/Esportividade)

Brasil x Uruguai no Allianz Parque (Andrei Spinassé/Esportividade)

Torcedores com a camisa do Corinthians puderam ir ao Allianz Parque, estádio palmeirense, como se fossem a Itaquera. E ainda puderam ficar com a torcida mandante. Essa cena, ainda (infelizmente) bem difícil de ser vista na cidade de São Paulo, pôde ser observada no sábado passado, dia 23 de abril. Afinal, não se tratava de um jogo de futebol, mas sim de uma partida entre Brasil e Uruguai, que se enfrentaram na primeira rodada do Torneio Sul-Americano de rugby XV.

Pela primeira vez o Allianz Parque recebeu uma competição esportiva que não fosse de futebol, e o que se sentiu foi muita paz nas arquibancadas. Nem mesmo a derrota brasileira por 36 a 14 mudou o ambiente agradável. Entre os 7.696 torcedores, havia heterogeneidade: alguns conheciam a fundo a modalidade; outros tiveram o primeiro contato ao vivo com ela lá.

Duas foram as grandes vantagens de a seleção brasileira masculina jogar no estádio alviverde: o conforto da torcida, que não ficou exposta ao sol graças à cobertura, e a tecnologia dos telões, que foram ferramenta útil, especialmente para os leigos, que puderam entender melhor a pontuação do jogo. Já nas partidas decisivas do Brasileiro-2015 no estádio do Ibirapuera, nem sequer havia placar para o acompanhamento dos pontos.

Brasil x Uruguai no Allianz Parque (João Neto/Fotojump)

Brasil x Uruguai no Allianz Parque (João Neto/Fotojump)

De novo, a exemplo do que havia acontecido no Pacaembu em dezembro, quando houve o maior público de rugby já atingido no Brasil (de 10.480), no lado de fora foi onde foram registrados os maiores problemas. A existência de poucos guichês para compra e troca de ingressos adquiridos pela internet – os inteiros custavam R$ 20 – provocou filas e a desistência de espectadores. A plateia poderia ter sido maior, então. A CBRu, a Confederação Brasileira de Rugby, disse que, para a próxima partida, vai reformular essa operação.

Leia clicando aqui os depoimentos de pessoas que ficaram frustradas com a organização do evento fora do estádio. “Eu perdi o primeiro tempo inteiro e o comecinho do segundo. Sem falar do tanto de gente que ficou do lado de fora, na esperança de poder entrar”, relatou Victor Ferreira Alonso.

Em resposta aos acontecimentos, Agustin Danza, CEO da CBRu, divulgou um comunicado (clique aqui) pedindo desculpas e se disponibilizando a atender pessoalmente, já no próximo jogo, quem não conseguiu entrar no Allianz Parque. Haverá um atendimento especial a essas pessoas.

O Brasil vai enfrentar o Chile neste sábado, dia 30, a partir das 16h15 no estádio do Pacaembu. O Esportividade recomenda que, para evitar estresse, você pegue ingressos na sexta-feira, das 10h às 17h, ou a partir das 11h de sábado, 30/04, lá mesmo no estádio municipal. Troque por um bilhete um pacote de leite ou 1 kg de feijão. Os alimentos serão revertidos para a Associação Cruz Verde.

Deixe seu comentário