São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 16/12/2019

Controle de acesso à largada da Corrida de São Silvestre de 2019 é ampliado

Por Esportividade

Controle de acesso na al. Ministro Rocha Azevedo (Esportividade)

A organização da Corrida Internacional de São Silvestre, cuja 95ª edição será realizada daqui a 15 dias, em 31 de dezembro, anunciou aumento do controle para coibir a presença de “pipocas”, isto é, pessoas não inscritas na prova de 15 km que, mesmo assim, participam dela em São Paulo. A nova abordagem foi iniciada em 2017 e tem sido intensificada a cada ano.

Os bloqueios e as restrições funcionarão no período de 5h às 10h “para dificultar a entrada daqueles que queiram burlar a lei”. Para isso, haverá mais bloqueios em mais ruas de acesso à largada, na altura do número 2.000 da avenida Paulista, e na chegada, no número 900, em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero.

Os trechos de bloqueio serão delimitados por cerca de 3 mil grandes no trajeto – da avenida Brigadeiro Luís Antônio à Doutor Arnaldo com a rua Major Natanael neste ano. Além de brigadistas divididos pelos acessos oficiais, haverá 300 monitores.

Outros números: o evento disponibilizará 720 mil copos de águas, 35 mil lanches, 25 ambulâncias com UTI, 200 profissionais de saúde e 800 pessoas na equipe de apoio.

Os 35 mil inscritos (inscrições esgotadas) acessarão a avenida Paulista após checagem de número de peito. Em cruzamentos de travessas com vias paralelas, pontos de controle serão montados, e somente os que estiverem inscritos poderão avançar à área de largada.

Acessos

Atletas do setor Verde (1): acesso pela alameda Ministro Rocha Azevedo; setor Azul (2): rua Peixoto Gomide; setor Amarelo (3): rua Plínio Figueiredo; setor Rosa (4): alameda Casa Branca

Alameda Santos e rua São Carlos do Pinhal serão as opções para entrar nos quatro setores das 5h45 às 8h. O quarteirão entre a Joaquim Eugênio de Lima e a Campinas será exclusivo para a chegada, e o entre Campinas e Pamplona será utilizado para dispersão.

As estações de metrô recomendadas são Brigadeiro e Consolação. O organização ressalta que a Trianon-Masp não deverá ser usada pelos atletas, pois não dará acesso à corrida.

Na chegada, em razão dos bloqueios, o ponto para acompanhar os últimos metros, já na Paulista, será o trecho entre Brigadeiro e Joaquim Eugênio de Lima, pois os demais estarão interditados ao público.

Leia também:
Indenização por fraude na São Silvestre mostra limites da liberdade na corrida

Deixe seu comentário