São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Crazy+ Blow Up Race faz reviver ‘sensação de Playcenter’ em São Paulo

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Passar por esse obstáculo foi um desafio (Esportividade)

Desde o fechamento do Playcenter, quase sete anos atrás, os paulistanos não podem curtir em família um grande parque de diversão em São Paulo. O que há ainda são atrações voltadas para crianças, como Parque da Mônica e KidZania, e o fim do mais conhecido complexo do gênero da cidade deixou uma lacuna: a de brinquedos em que crianças, adolescentes e adultos divertem-se à beça. Foi preenchida de maneira temporária no domingo, dia 14 de julho de 2019, quando a Crazy+ Blow Up Race passou pelo Campo de Marte, na zona norte, pela segunda vez.

1º obstáculo da Crazy+ Blow Up Race (Esportividade)

Apesar de ter “corrida” no nome, a Crazy foi uma caminhada para a maioria, uma vez que a minoria dos participantes correu. Não era, afinal, uma prova cronometrada.

Participantes da Crazy+ Blow Up Race (Esportividade)

Logo no terceiro obstáculo inflável gigante, o da escalada, enfrentava-se a primeira fila, de mais de 20 minutos. Parques de diversão logo vieram à cabeça, ainda mais quando o funcionário do “brinquedo” disse que, como restava uma vaga, quem estava sozinho poderia seguir adiante – assim como ocorre quando não se forma dupla em um carrinho de montanha-russa.

Cada pessoa escolhe como lidar com os obstáculos (Esportividade)

A maior parte do percurso foi por vias internas do Pama, o Parque de Material Aeronáutico de São Paulo, que parece outra cidade. Lá aviões antigos da FAB eram observados pelos participantes.

Obstáculo com água (Esportividade)

O obstáculo do “splash” foi o oitavo dos 11. Após a primeira escorregada, água estava acumulada – de propósito, é claro – e molhava os “corredores loucos”.

Fila em frente ao último obstáculo (Esportividade)

Diante do último, o do escorregador gigante, uma nova longa fila se formou. Algumas pessoas preferiram “pular” esse obstáculo e ir para a linha de chegada. Ao fim de um percurso de cerca de 3,8 km, ficou mais a sensação de parque de diversão que de corrida, o que, de forma alguma, é ruim.

Corridas de obstáculos infláveis acontecem no Brasil desde 2017 (Esportividade)

A temporada 2019 da Crazy+ Blow Up Race é resultado de uma parceria entre a Norte Marketing Esportivo, a do site Ativo, e a Leg Sports, uma das empresas responsáveis pela Corrida Insana até 2018.

Comentários


  • Amei. amei. amei. Quero saber se haverá outra ainda este ano em São Paulo

  • Deixe seu comentário