São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Handebol 26/12/2014

Handebol: Hebraica faz ‘peneira’; em Santo André seleção masculina treina

Por Esportividade
Treino de handebol na Hebraica São Paulo

Treino de handebol na Hebraica São Paulo

A Hebraica São Paulo, clube cuja equipe masculina adulta disputa o SuperPaulistão masculino de handebol, vai realizar seletivas para formação de seus times competitivos das categorias infantil, cadete, juvenil e júnior nos dias 3, 5 e 6 de fevereiro. Podem participar da “peneira” meninos e meninas, que devem enviar as seguintes informações para o e-mail [email protected]:

• Nome completo
• RG
• Data de nascimento
• Telefone de contato
• Peso/altura
• Posição em que joga
• Breve currículo na modalidade

A Hebraica informa que não vai oferecer alojamento para atletas de fora da cidade de São Paulo; então, caso haja interesse de atletas fora da capital, é importante que saibam que terão de se manter na cidade por conta própria. A diretoria do clube também diz que, até o fim de janeiro, os atletas receberão um e-mail confirmando sua inscrição com data e horário para o teste.

Treinos da seleção masculina

Fábio Chiuffa está entre os convocados (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)

Fábio Chiuffa está entre os convocados (Wander Roberto/Inovafoto/Photo&Grafia)

Os últimos dias de dezembro e os primeiros de janeiro serão movimentados para a seleção masculina de handebol, que disputa na segunda metade de janeiro de 2015 o Campeonato Mundial da modalidade em Doha, no Qatar. Após a conclusão de uma fase de treinamento no domingo (21) em Blumenau (SC), o grupo fez uma breve pausa para as comemorações do Natal e já volta aos treinos. Vinte convocados se reúnem no ginásio do Camilópolis, em Santo André, de 26 a 30 de dezembro e de 4 a 6 de janeiro.

Nesse período, o técnico espanhol Jordi Ribera tem a difícil missão de escolher os 16 atletas que irão à principal competição de 2015.

O objetivo do Brasil no Qatar é melhorar a posição garantida na edição anterior, na Espanha, em que ficou com o 13º lugar, a melhor colocação do país até hoje na categoria.

“Será também o reencontro dos atletas que atuam em clubes europeus com os do Brasil”, disse Jordi, lembrando que a última fase contou apenas com jogadores que estão no país.

Deixe seu comentário