São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Esporte 13/06/2018

Indiferença pela Copa não reduz esporte: cada corredor tem sua própria ‘Copa’

Por Esportividade

Largada da Corrida pelo Verde no Botânico (Esportividade)

Copa do Mundo de futebol e Jogos Olímpicos são megaeventos esportivos, pois movimentam milhões de dólares e são vistos por bilhões de pessoas. Não é exagero, porém, dizer que os esportistas amadores têm suas próprias “Copas do Mundo”, para as quais dedicam tempo e dinheiro e pelas quais ficam ansiosos por meses ou até anos.

Uma maratona é uma “Copa” para vários corredores. A São Silvestre, por tudo o que representa para o atletismo brasileiro e por ser uma espécie de rito de passagem de ano, também pode ser considerada uma para muitos. As corridas rotineiras de cada fim de semana não deixam de despertar ansiedade.

Curtir a Copa de futebol como bem entender é um direito de cada um, ainda mais no Brasil, onde por muito tempo quando se pensava em esporte já se imaginava um jogo com bola jogado com os pés.

Existe, no entanto, uma mudança em andamento, e aos poucos mais pessoas passam a encarar o esporte como algo tangível, que está ao alcance, mesmo que os governos brasileiros não deem muitas condições de isso se desenvolver mais rapidamente.

Segundo pesquisa feita pelo Datafolha, 53% dos brasileiros não estavam interessados no Mundial-2018 masculino de futebol um pouco antes do início dele. Isso não significa perda de território do esporte, mas sim que a “magia” das disputas profissionais tem se perdido devido a fatores como corrupção, decepção e distanciamento.

A “magia”, porém, está intacta no esporte pessoal, porque depende de cada um. Quem a tem dentro de si pode desfrutar das próprias “Copas do Mundo” e do melhor que o esporte oferece. Constantemente. E não só a cada quatro anos.

Comentários


  • Jarbas disse:

    Bela matéria como sempre.
    Acredito também que a magia pelo futebol está se perdendo por conta da falta de vontade dos jogadores, ganham milhões e muitas vezes não derramam uma gota de suor. Mas como foi dito, cada um curte do jeito que achar melhor sempre com respeito ao próximo.

    Valeu Esportividade

  • Deixe seu comentário