São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Basquete 21/06/2013

Kobe dá “palestra motivacional” no Ibirapuera; Oscar mostra bom humor

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Kobe é estrela de evento no Ibirapuera (Andrei Spinassé/Esportividade)

Kobe é estrela de evento no Ibirapuera (Andrei Spinassé/Esportividade)

Todos os olhares estavam voltados para Kobe Bryant nesta sexta-feira, dia 21 de junho de 2013, quando grandes estrelas do basquete foram ao parque do Ibirapuera para um evento da Nike. Além de Kobe, Oscar Schmidt marcou presença no encontro. Ao lado de Anderson Varejão, Leandrinho — ambos jogadores de times da NBA — e Alex, do Brasília, eles foram jurados de um concurso de enterradas.

Mesmo quando havia um jogo em andamento na quadra, montada entre o planetário e o museu Afro Brasil, quem ocupava as últimas fileiras da arquibancada ficava de costas para o local da disputa. A intenção era tentar ver Kobe nos bastidores. Quando o norte-americano foi chamado, a vibração foi grande. O craque Oscar, que passou por cirurgias para retirada de tumores no cérebro, também foi ovacionado.

Kobe coordenou uma partida entre duas equipes em que não se podia driblar: era necessário se movimentar sem a bola e, com ela, mas sem poder batê-la, passá-la rapidamente a um companheiro.

Ao fim do jogo, houve um desafio: se um jogador errasse a cesta, todos os participantes teriam de correr pela quadra. Ele errou, e foi isso que aconteceu. O norte-americano disse, por meio de um microfone, palavras motivacionais e ressaltou a importância de se pensar coletivamente tanto em vitórias como em derrotas. Por isso, quis deixar na mão de um jogador a possibilidade de todos terem de cumprir uma “pena”: no esporte coletivo, quando um erra, todos erram.

Depois disso, houve o concurso de arremessos. Os jurados deveriam dar notas de 7 a 10. Bem-humorado, Oscar inverteu o 9 e deu um 6 para um dos concorrentes. Sobre isso o locutor comentou: “Mas ele pode”. Encerrado esse concurso, Kobe foi rapidamente embora. Ele estará em Itália x Brasil, jogo da Copa das Confederações, neste sábado em Salvador.

Jovens jogadores ao lado de ídolos no Ibirapuera (Andrei Spinassé/Esportividade)

Jovens jogadores ao lado de ídolos no Ibirapuera (Andrei Spinassé/Esportividade)

Leandrinho, do Washington Wizards, viu seu colega de NBA, jogador do Los Angeles Lakers, feliz: “Ele sempre gostou do Brasil, de futebol. Ele jogou bola há muito tempo na Itália quando ele era pequeno. Era uma vontade dele muito grande vir ao Brasil. A Nike lhe deu essa oportunidade, e ele está muito contente”.

Alex disse que essa vinda do norte-americano a São Paulo é motivadora para as novas gerações do basquete. “É sempre válido ter um evento como esse, principalmente quando você traz um atleta como o Kobe Bryant para incentivar a garotada. Ver seu ídolo pessoalmente o motiva bastante para seguir carreira na modalidade”, afirmou o jogador do Brasília, que considerou o Ibirapuera o lugar perfeito para esse evento. “Você vê aqui pessoas de várias idades praticando basquete, e o Ibirapuera é um grande palco de três contra três. Palco melhor para esse evento não há.”

Kobe não pôde mostrar suas habilidades: ele sofreu uma lesão no tendão de Aquiles em abril e passou por uma cirurgia. Ainda está em recuperação. Sua meta é voltar às quadras no início da temporada 2013/2014 da NBA.

Deixe seu comentário