São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 27/04/2017

Maratonas de SP: uma dá ‘alívio para pernas’; outra faz balanço ‘antipipoca’

Por Esportividade
Atletas sobre o Minhocão (Iguana Sports)

Atletas sobre o Minhocão (Iguana Sports)

As duas maratonas de São Paulo estão em momentos distintos. Enquanto a Yescom diz ter sido muito positiva sua tentativa de restrição aos “pipocas”, a Iguana “prepara o terreno” para a prova de 30 de julho.

Dando sequência a um trabalho apresentado à imprensa em janeiro e iniciado na Meia Maratona de São Paulo, a Yescom adotou em 9 de abril de 2017, na 23ª edição da prova, controle de acesso mais rigoroso e comunicação estática ao longo do percurso, destacando que os serviços eram para o corredor devidamente inscrito.

“Tais ações permitiram diminuir bastante a presença de ‘pipocas’, garantindo a qualidade e a estrutura do evento para os atletas inscritos”, afirmou a Yescom, de acordo com a qual as inscrições para a edição de 2018 serão abertas “em breve” e com preço promocional.

Em 2016, SP City Marathon cruzava a Paulista pela Brigadeiro (Sua Corrida/Iguana)

Em 2016, SP City Marathon cruzava a Paulista pela Brigadeiro (Sua Corrida/Iguana Sports)

A Iguana Sports destaca “um pequeno alívio para suas pernas”. Os participantes da SP City Marathon não mais enfrentarão a temida subida da avenida Brigadeiro Luís Antônio. “Agora, após percorrem as principais ruas do centro antigo da cidade, os atletas seguirão pela av. 23 de Maio em direção ao parque Ibirapuera”, disse Paulo Carelli, diretor de prova da São Paulo City Marathon, que também terá uma corrida de 21,097 km.

Conheça o novo percurso da maratona da Iguana Sports:

Com a mudança, o trajeto ficou um pouco mais plano. Na primeira edição, no ano passado, o ganho de elevação da corrida de 42,195 km foi de 305 metros. Em 2017, será de 276 metros.

Segundo Paulo Carelli, o mais interessante para os atletas com o novo percurso não é nem essa pequena diminuição na altimetria: é a possibilidade única de correr na av. 23 de Maio. “Nenhuma outra prova passa por esse trecho da avenida. É uma via espaçosa, em que os atletas poderão correr confortavelmente, apreciar construções modernas, monumentos e ter um visual incrível do obelisco ao se aproximarem do Ibirapuera”, declarou.

Comparativo de altimetria

Comparativo de altimetria

As inscrições (clique aqui) para a maratona ou para a meia da Iguana ainda estão abertas e custam R$ 160 até 18 de maio; no dia seguinte, passarão a sair por R$ 170. A prova terá início na praça Charles Miller, diante do estádio do Pacaembu, e término no Jockey Club.

Comentários


  • ronaldo disse:

    acho que deveriam diminuir “baixar” o valor da prova, ai com certeza iria diminuir os pipocas e quanto a subida da brigadeiro se tirar, estariam também descaracterizando a prova sou contra tirar a brigadeiro.

  • Donina Ribeiro de França dos Santos disse:

    Parem de se preocuparem com os pipocas,eles tomam só água,procuram apoiar mais os corredores.
    Na maratona internacional eu estava no apoio da minha equipe,e não só socorremos os nossos,e sim todos que precisavam de ajuda .Com: água, coca cola,gelo,massagem nas câimbras… Enfim ajudamos independente de equipe, pipoca não pipoca.Deixe de egoismo vamos ser solidário pequenos gestos faz um mundo melhor

    • Fafa disse:

      Eu corri com inscrição ,como faço sempre pois tenho medo de passar mal ,hj em dia escolho provas que muito quero fazer pois estão caras para minha atual situação financeira. Também não gosto como os que correm sem inscrições sã o tratados.

  • Luiz Fernando Pacheco disse:

    Bom dia pessoal do Esportividade, legal a matéria mais uma vez, parabéns!
    Fiz a Meia de SP em fevereiro e as 15 milhas da Maratona em abril, e consegui sentir a diferença na largada e na chegada com o controle dos “pipocas”, ficando bem mais tranquilo para correr e pegar a medalha/lanche em ambos os casos. Acho que o teste de fogo para a Yescom será mesmo a São Silvestre!
    Como crítica, tenho quanto ao horário de largada (em fevereiro e abril com sol e calor, poderia ser mais cedo, ainda mais na Maratona…) e também quanto ao pouco staff presente no controle de acesso às baias de largada: na Maratona vi muita gente, inscrita na prova, pulando as grades pois as filas eram enormes e formavam gargalos no acesso aos pelotões, e quando o horário de largada se aproximou os corredores, infelizmente no desespero, praticaram atos perigosos e temerários, inclusive discutindo com os seguranças contratados…
    Quanto à prova da Iguana só tenho elogios. Participei ano passado dos 21K, gostei bastante da estrutura pré, durante e pós prova (entrega dos kits, expo {exceto o preço do estacionamento exorbitante}, horário de largada bem cedo, ótima hidratação, percurso muito bom e diferente, linda medalha com gravação…). Quanto ao percurso achei interessante a inclusão da 23 de maio, vai facilitar a prova na altimetria e no diferencial… deixa a subida da Brigadeiro para a lendária São Silvestre mesmo! Se mantiverem a qualidade com certeza farei minha primeira maratona nessa prova da Iguana em SP. Abraços e boas provas a todos.

  • Marcio Torres disse:

    Por gentileza me informar via e-mail sobre futuros eventos .
    Muito obrigado forte abraço…!!!

    • Esportividade disse:

      Olá, Marcio! Para isso, por favor, deixe comentários nas páginas dos eventos de seu interesse. É assim que trabalhamos. Boa noite!

  • Deixe seu comentário