São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 26/11/2018

Meia Maratona de Alphaville, ‘trail no asfalto’, mostra-se um desafio mental

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Meia Maratona de Alphaville: descida “vira” subida na volta (Rodrigo Texugo/Divulgação)

A Meia Maratona de Alphaville foi, além de um desafio físico, um teste mental. O evento estreou no domingo, dia 25 de novembro de 2018, em Santana de Parnaíba, na região metropolitana de São Paulo, e mostrou-se um dos mais complexos do gênero, porque, apesar do percurso asfaltado, era bastante pesado – a diferença de altitude entre o ponto mais baixo e o mais alto era de 195 metros.

Largada da Meia Maratona de Alphaville (Rodrigo Texugo/Divulgação)

A abordagem correta da prova fez a diferença no resultado final. “Os primeiros dois quilômetros já eram de subida, então isso mexe demais com o psicológico do atleta”, disse a master coach Moniqui Agnes, vencedora dos 10 km. “Como havia muitas subidas e descidas, a estratégia mental era encarar a prova como se fosse de trail.”

Usando meias de compressão graduada da Sigvaris e um tênis híbrido, que serve tanto para trilhas de montanha como para asfalto, a corredora administrou bem sua energia, o que a levou à vitória. “Você tem de saber em que momento você vai colocar as estratégias de trail na prova (se for o caso, até caminhar). Trabalhei mais a mente que o físico”, afirmou. O asfalto molhado foi um elemento extra, principalmente nas descidas.

Moniqui em descida da prova (Rodrigo Barreto/Fotop)

Ao fazer o retorno no km 5, Moniqui pôde incentivar as pessoas que corriam na direção contrária. Ela também teve alguém para motivá-la: “Meu namorado correu comigo ontem, o que foi um diferencial e me deu motivação – mesmo com DR [discussão de relação] sobre estratégia de prova [risos]”.

Na segunda-feira pós-corrida, sentiu os efeitos positivos do uso do par de meias de compressão graduada da Sigvaris: “Minhas pernas estão muito mais fadigadas no quadríceps que na região da panturrilha, e sei que isso [menor desgaste] é por causa das meias”, afirmou.

“Esse novo modelo [UP] é muito confortável. O foco está nas partes em que precisamos ter compressão de forma específica”, avaliou a campeã dos 10 km.

Resultados da corrida

Clique aqui e confira o seu.

Comentários


  • Moniqui Agnes disse:

    Essa prova foi maravilhosa e muito desafiadora.

    Valeu cada km percorrido e espero repetir o desafio ano que vem.

    Parabéns pela matéria. Está sensacional 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

  • Deixe seu comentário