São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Barueri 22/08/2013

Paulo Sérgio: Barueri não gastará com UFC nem pagará salário de time

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Paulo Sérgio, secretário de Esportes de Barueri

Paulo Sérgio, secretário de Esportes de Barueri

Barueri está bastante presente no noticiário esportivo neste segundo semestre de 2013. Além de ter sido a sede dos Jogos Regionais da Primeira Região Esportiva do Estado de São Paulo, o município receberá dois eventos internacionais em outubro e terá uma equipe na Superliga feminina de vôlei.

Nos dias 4 e 6 de outubro será disputada a Copa Intercontinental de basquete por Pinheiros/SKY, campeão da Liga das Américas, e o grego Olympiacos, vencedor da Euroliga. Na quarta-feira seguinte, dia 9, o mesmo ginásio José Corrêa sediará o o “UFC Fight Night no Combate: Maia vs. Shields”, cuja principal luta será entre os meio-médios Demian Maia e Jake Shields.

À frente disso tudo está o secretário municipal de Esportes, o ex-jogador de futebol Paulo Sérgio Nascimento, que fazia parte do elenco campeão mundial em 1994. Nesta entrevista exclusiva ao Esportividade, ele conta como o time que era para ser de Jacareí na Superliga feminina chegou a ele após falsas promessas de patrocínio no antigo projeto e diz quem pagará os salários das atletas. Também explica que ambos os eventos de outubro não contarão com investimentos extras da prefeitura.

Como se deu a salvação do time de Jacareí?
Tivemos um contato primeiro com a Renatinha, e ela começou a expor o problema do time, aquilo que as meninas enfrentavam. Dissemos a ela que teríamos de ir em busca de um patrocinador, até porque o órgão público não pode pagar essa conta, ou seja, o salário das meninas. Hoje Barueri tem toda uma estrutura para o vôlei. Para vocês terem uma ideia, cerca de 900 jovens estão envolvidos no vôlei, o que é muito bom. O que faltava mesmo era a alta performance. Um grupo de empresários [holding] pagará o salário dessas atletas.

Que grupo é esse?
Isso ainda não pode ser divulgado, porque eles, entre as empresas [deles] já existentes, vão combinar qual delas terá seu nome na camisa. Creio que essa questão do salário das meninas era a mais preocupante, porque a estrutura toda hoje nós temos. Mas isso já foi solucionado. Foi tudo meio às pressas, tivemos pouco tempo para resolver tudo isso. Nossa intenção é convencer todo esse grupo de empresários a darmos continuidade [ao projeto].

Eles patrocinarão o time apenas nesta temporada?
Vamos por partes. Não poderíamos propor a eles que eles ‘pegassem tudo’ durante os quatro anos. Temos um ‘timing’. Pedimos para eles nos ajudarem neste ano, e eles gostaram muito [da proposta]. Tudo depende muito de rendimento. O time é muito bom no papel, mas agora elas terão de mostrar [bom desempenho] dentro das quadras. A união delas é impressionante, mas precisamos esperar e ver como serão os resultados, que esperamos que sejam positivos. Tendo resultado positivo, esse grupo de empresários ficará bem contente.

Quem chegou a esse grupo?
As meninas não tinham nada. Nós que fomos em busca [de patrocínio] junto com nosso secretário de Planejamento e Urbanismo, José Eduardo Hyppolito, que entrou em contato com esse grupo de empresários, e aí sim demos o início ao trâmite com as meninas.

Ginásio José Corrêa, em Barueri

Ginásio José Corrêa, em Barueri

Os jogos de vôlei acontecerão no ginásio José Corrêa?
Teremos duas opções: uma é o José Corrêa e outra é o Sérgio Honda, que receberá jogos menores. Nosso planejamento para o vôlei estava para o próximo ano, e nós temos alguns compromissos no José Corrêa neste ano. Ficaria muito complicado tirarmos esses eventos de lá para colocarmos o vôlei. Mas, para 2014, temos toda a nossa tabela para os dois ginásios.

Qual será o apoio dado pela prefeitura à realização do evento do UFC?
Toda a estrutura é do UFC. Eles já têm um trabalho padrão. Apenas cedemos nosso espaço e aí toda essa estrutura é montada por eles.

Vocês financiam alguma coisa, patrocinando o evento?
Conseguimos fazer um trabalho a custo zero. Hoje nós cedemos nosso espaço, do qual eles podem usufruir. Isso é um fato inédito em nosso município e também pelo que vimos em eventos passados, em que alguns governos acabaram pagando. Nosso diretor de eventos, o Léo, foi para Las Vegas, conheceu toda a estrutura, conversou com o pessoal. Antes mesmo disso tivemos uma conversa aqui, projetando também para 2014 na Arena. Eles deram o ‘start’ para começarmos neste ano, então para nós é muito bom.

A Copa Intercontinental de basquete também é “custo zero”?
Custo zero. Tenho muitos relacionamentos, e isso é muito importante para que esses eventos possam acontecer em Barueri. Diante de tudo isso, todos ganham, inclusive o esporte em si.

Antes dessa entrevista exclusiva, em coletiva, Paulo Sérgio disse que Barueri se candidatará para receber os Jogos Abertos Horácio Baby Barioni, mais conhecidos como “do interior”, em 2015.

Leia mais:
Por repetição e ampliação da Copa Intercontinental, sucesso é obrigação
Começa venda de ingressos para evento do UFC em ginásio de Barueri
Barueri salva time de Jacareí e entra na Superliga feminina de vôlei

Deixe seu comentário