São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 03/06/2019

Prova de 1 milha anima corredores, mas pista de atletismo do Ibira os decepciona

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Reta final da Iaaf Run 24:1 (Esportividade)

Por um lado, a Iaaf Run 24:1 deixou os participantes animados; por outro, muito decepcionados. O sentimento de decepção não teve a ver com a organização do evento.

Largada de bateria da Iaaf Run 24:1 (Esportividade)

Pelo segundo ano consecutivo, a Yescom foi a empresa organizadora da etapa brasileira. São Paulo foi uma das 24 cidades-sede da prova especial de uma milha que abre a semana do Dia Global da Corrida de Rua, 5 de junho. A Iaaf, Associação Internacional de Federações de Atletismo, está à frente dessa celebração mundial.

Em 2018, os paulistanos puderam correr 1 milha, 1,609 km, no Vale do Anhangabaú. A Yescom gostaria que a edição de 2019 tivesse ocorrido lá também, mas, por causa de obras no local, a levou ao estádio Ícaro de Castro Mello, na zona sul, em 2 de junho.

Calombo na pista (Esportividade)

E foi a pista de atletismo o grande motivo de decepção. Quando se corre em uma, imagina-se que é possível não olhar para o chão, pois não há desníveis no piso. A do Ibirapuera, entretanto, “tem de tudo”, de buracos a calombos, consequência da falta de manutenção do complexo esportivo estadual.

O histórico estádio corre o risco de ser demolido, já que o governo paulista pretende conceder o Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães à iniciativa privada, que pode construir lá uma “arena multiúso” para 20 mil pessoas.

Primeira curva da Iaaf Run 24:1 (Esportividade)

O evento em si transcorreu bem. Baterias de até 40 pessoas cada uma começaram pontualmente às 10h30. Como a pista de atletismo possui 400 metros, na primeira das quatro voltas de prova, os corredores não puderam contornar a segunda curva por dentro, pois assim percorreriam nove metros a mais naquela volta.

Atleta quase completando Iaaf Run 24:1 (Esportividade)

As inscrições eram gratuitas, e o kit chamou a atenção: além dos tradicionais número de peito, camiseta e medalha, continha produtos da marca Mulher-Maravilha – uma semana antes, a Yescom havia organizado mais uma corrida da personagem em São Paulo.

Resultados

Clique aqui e confira o seu.

Deixe seu comentário