São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Automobilismo 05/05/2013

Público vibra com Kanaan e se entretém com disputas finais

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Kanaan lidera pelotão (Claudio Capucho/Fotoarena)

Kanaan disputa liderança (Claudio Capucho/Fotoarena)

Nas arquibancadas do circuito do Anhembi, a São Paulo Indy 300 de 2013 teve duas fases distintas que prenderam a atenção do público neste domingo, dia 5 de maio: quando Tony Kanaan ainda tinha chances de vitória e quando, nas voltas finais, houve uma grande disputa pelo primeiro lugar entre pilotos estrangeiros.

Kanaan foi, de longe, quem mais mais animou os espectadores. Com as infelicidades de Bia Figueiredo, cuja caixa de câmbio quebrou após seis voltas completadas em consequência de um superaquecimento, e de Hélio Castro Neves, que se viu envolvido em incidentes, o piloto da KV chegou a assumir duas vezes a liderança da corrida. Essa duas oportunidades foram os momentos em que o público mais vibrou. Quando, por causa de uma pane seca, ficou ‘estacionado’ na reta do sambódromo, diante do Setor B, recebeu muitos aplausos pela corrida que havia feito.

“A torcida é realmente um negócio indescritível”, disse Kanaan. “Na hora em que dei um ‘xis’ no Hunter-Reay, tive de olhar para a arquibancada. Não havia uma pessoa que não estivesse de pé. Quando parei na reta do sambódromo, a arquibancada inteira gritou meu nome.” O brasileiro correu com ligamentos da mão direita lesionados, o que o incomodou durante a prova.

James Hinchcliffe vence a São Paulo Indy 300 (Luca Bassani)

James Hinchcliffe vence a São Paulo Indy 300 (Luca Bassani)

Embora alguns dos espectadores tenham ido embora depois desse problema de Kanaan, os que lá ficaram presenciaram uma bela disputa pela vitória, principalmente entre Takuma Sato, Josef Newgarden e James Hinchcliffe. Nas últimas voltas, Hinchcliffe superou Newgarden e começou a pressionar Sato, que, com pneus desgastados, segurou a liderança até quando pôde. Na última curva da última volta, o japonês foi ultrapassado pelo canadense. Apesar de não terem pilotos brasileiros como protagonistas, essas batalhas prenderam a atenção dos espectadores, que aplaudiram o vencedor Hinchcliffe.

Depois da prova, o canadense afirmou: “Os fãs brasileiros são muito passionais. Ou eles o amam ou eles o odeiam, e eles o deixam saber disso. Estou contente por termos apresentado um grande show, e é para isso que estamos aqui”.

Os espectadores às vezes celebravam inclusive bandeiras amarelas – quando entendiam que a redução obrigatória de velocidade daria uma ajuda a algum piloto brasileiro. Mas nada se comparou às duas vezes em que Kanaan foi à liderança.

Arquibancada do Anhembi durante São Paulo Indy 300

Arquibancada do Anhembi durante São Paulo Indy 300

Apesar de estarem cheias, as arquibancadas do circuito do Anhembi tinham pontos vazios. Na manhã deste domingo ainda havia nas bilheterias ingressos para muitos setores. Nos bastidores, os espectadores tiveram algumas opções de entretenimento, como experimentar gratuitamente simuladores de corrida. Eles também podiam comprar artigos da prova e das 500 Milhas de Indianápolis e ver de perto as garagens da Indy.

Deixe seu comentário