São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 15/12/2017

Sabia que a 87ª Volta da Penha ocorreu no sábado (9)? Quase ninguém soube

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Volta da Penha de 2015 foi assim: chuvosa (foto: site do vereador Toninho Paiva)

A 87ª edição da Volta da Penha aconteceu no sábado passado, 9 de dezembro de 2017, e pouca gente soube disso. Na verdade, neste ano, a segunda prova pedestre mais tradicional da cidade de São Paulo foi só para associados e seus convidados, os quais não correram fora do Clube Esportivo da Penha. Apesar de ter sido um evento pequeno e restrito, o CEP ainda considera-o a 87ª edição da VP.

A Volta da Penha, porém, ficou nesta sexta-feira (15) um pouco mais perto de voltar a ser disputada pelo grande público. Dois vereadores apresentaram emendas ao projeto de lei número 686/2017, o que trata do orçamento municipal para 2018, relacionadas à corrida.

Gilberto Natalini (PV) e Toninho Paiva (PR) propuseram a destinação de R$ 100 mil cada um (ou seja, R$ 200 mil) à realização da 88ª edição. O vereador Natalini já havia feito essa mesma proposta em 2016 (para 2017), mas não foi acolhida pela Comissão de Finanças e Orçamento.

Na verdade, na temporada passada de discussão de orçamento municipal, a comissão de Finanças e Orçamento acolheu 947 emendas das 6.366 apresentadas pelos vereadores.

Em 2015, quando a corrida foi gratuita, a Secretaria de Esportes e Lazer destinou a ela R$ 59.590,50 após a aprovação de parceria com o Clube Esportivo da Penha para esse evento pontual. Na ocasião, a Volta ainda contou com patrocinadores.

No ano passado, as inscrições foram pagas (R$ 75), e pouco mais de 500 corredores participaram da prova, o que desestimulou o clube a, em 2017, sem dinheiro público, realizar o evento para o grande público e na rua. A prefeitura regional tentou dar uma ajuda, mas não conseguiu atrair a tempo empresas interessadas em patrocinar a Volta da Penha.

Outras três corridas foram motivo de emendas parlamentares: uma na região da Vila Prudente (R$ 120 mil), proposta por Edir Sales (do PSD), a Corrida e Caminhada de Perus (R$ 100 mil), por Senival Moura (PT), e a Corrida do Homem (R$ 50 mil), por Paulo Frange (PTB).

Leia também:
Confira cinco corridas que ‘ficaram pelo caminho’ em 2017 e não aconteceram

Comentários


  • Luiz Fernando Pacheco disse:

    Boa tarde. Na torcida para que essa prova volte a ser normalmente disputada em 2018, são muitos anos de tradição, e gostaria muito de realizá-la! Mas que essa saída de “realizar” a prova me pareceu apenas uma jogada do CEP para não perder o posto de 2ª mais antiga do país ininterrupta (juntamente com a de São João de Votorantim). Parabéns Esportividade por mais uma matéria interessante.

    • Esportividade disse:

      Tomara que volte ao normal em 2018, Luiz! A zona leste, que recebe poucas corridas na rua (a maioria acontece em parques), merece essa prova. Até mais!

  • Deixe seu comentário