São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 04/09/2017

São Silvestre abre inscrições para 2017, quando tenta dar volta por cima

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Atletas da São Silvestre-2016 no cruzamento da Ipiranga com a São João (Esportividade)

Atletas da São Silvestre-2016 no cruzamento da Ipiranga com a São João (Esportividade)

A São Silvestre-2017 abriu nesta segunda-feira, 4 de setembro de 2017, as inscrições para a 93ª edição da história da corrida de rua mais tradicional do Brasil. Como antecipou o Esportividade na sexta-feira passada (1º), custam R$ 170. Clique aqui para fazer a sua.

O novo valor representa R$ 10 (6,25%, praticamente acompanhando a inflação oficial brasileira) de aumento de um ano para o outro, de 2016 para 2017. A tendência de acréscimo de valor foi mantida. Em 2009, por exemplo, custavam de R$ 75 a R$ 90, dependendo de quando eram feitas.

Os organizadores da corrida de rua mais tradicional do Brasil buscam deixar para trás os problemas de 2016. É que, no ano passado, faltou água para os atletas do pelotão traseiro. Corredores relataram falhas de distribuição e de planejamento, mas a Yescom, empresa contratada pela Fundação Cásper Líbero, atribuiu a falta ao número excessivo de competidores correndo sem ter inscrição, os famosos “pipocas”, e lançou já em janeiro uma campanha para tentar coibi-los em seus próprios eventos (leia a reportagem Yescom ‘compra briga’ e encabeça uma longa campanha ‘antipipoca’).

Corrida Internacional de São Silvestre (Fernando Dantas/Gazeta Press)

Corrida Internacional de São Silvestre (Fernando Dantas/Gazeta Press)

O “espírito” da campanha da Yescom será mesmo mantido na São Silvestre. Diz o regulamento do evento: “A prova oferecerá infraestrutura (apoio médico, acessos, hidratação, lanches) para o número oficial de inscritos. “Não serão disponibilizados recursos extras para atletas que não estejam inscritos oficialmente (‘pipocas’)”.

Na edição de 2017, a São Silvestre, uma corrida de rua de 15 km cujos direitos pertencem à Fundação Cásper Líbero, necessita recuperar-se dos episódios de 2016, que deixaram um pouco manchada a imagem de uma prova que deveria ser a realização de um sonho para muitos. Ou também deveria ser a “cereja do bolo” de um ano todo de treinos.

São Silvestre-2016 contou com cobertura do Esportividade (Andrei Spinassé/Esportividade)

São Silvestre-2016 contou com cobertura do Esportividade (Andrei Spinassé/Esportividade)

A missão da 93ª Corrida Internacional de São Silvestre (2017) é voltar a ter repercussões esportivas e festivas muito maiores que as de problemas de organização, o que não ocorreu em 2016.

A data da prova não é surpresa para ninguém: 31 de dezembro. O último dia do ano desta vez cai em um domingo. Os cadeirantes vão ser os primeiros a largar (horário a ser confirmado). O pelotão de elite feminino vai ter a sua largada às 8h40 nas proximidades do número 2.000 da avenida Paulista. Logo em seguida, às 9h, vai ser a vez de os demais atletas largarem. A chegada, como já é tradicional, será feita diante do prédio da Fundação Cásper Líbero (número 900), detentora dos direitos do evento.

Inscrições

Felicidade: atleta durante a São Silvestre de 2016 (Andrei Spinassé/Esportividade)

Felicidade: atleta durante a São Silvestre de 2016 (Andrei Spinassé/Esportividade)

As inscrições (clique aqui) estão abertas por R$ 170. As pessoas com idade igual ou superior a 60 anos têm 50% de desconto e pagam R$ 85. É comum as inscrições para São Silvestre se encerrarem pelo limite de inscritos, 30 mil atletas, e não pela data final estipulada pela organização. A entrega de kit aos participantes será realizada de 27 a 30 de dezembro, de quarta-feira a sábado, em São Paulo.

Percurso

Percurso da São Silvestre

Percurso da São Silvestre

Por enquanto, não foram anunciadas mudanças no percurso de 15 km da São Silvestre-2017, que, no site oficial, se mantém o mesmo do ano passado (2016). Mas pequenas alterações poderão ser divulgadas pela FCL em breve.

Origem e mudanças

Atletas amadores com edifício Itália ao fundo (Andrei Spinassé/Esportividade)

Atletas amadores com edifício Itália ao fundo (Andrei Spinassé/Esportividade)

Tudo começou com o jornalista Cásper Líbero, da Gazeta, que se inspirou em uma corrida noturna francesa em que os atletas carregavam tochas. E, após assistir ao evento em Paris, em 1924, ele quis realizar uma prova noturna em São Paulo, cuja primeira edição aconteceu quase ao fim de 31 de dezembro de 1925. Tem esse nome porque homenageia o santo do dia.

A São Silvestre foi disputada na noite de 31 de dezembro até 1988. Em 1989, passou a ser realizada à tarde. Desde 2012 acontece no período da manhã. E desde 1991 o percurso da prova tem 15 km.

Comentários


  • Joselita Lopes disse:

    Não adianta tentar culpar os corredores sem inscrição…o kit é horrível e pobre para o valor da inscricao, a camiseta do ano passado da vergonha de usar, o horário de largada é inadequado para uma corrida no verão. A corrida está abandonada…perdeu o glamour! Acho que deveriam trocar a organização, em
    São Paulo temos corridas tops, muito mais organizadas e com estrutura excelente e com o valor de inscrição menor. Fico muito triste…essa corrida é um sonho que normalmente vira um pesadelo. A falta de estrutura é visível desde a largada e a responsabilidade é da organização.

    • Edu disse:

      Não vá então.

    • Bruno disse:

      Não vá (2)

    • MARIA SUELI DE OLIVEIRA disse:

      Tudo é motivo pra justificar a participação desses falsos atletas. Desde o valor da inscrição, até o argumento de direito às vias públicas que, no caso, no dia do evento não são públicas cpisa nenhuma. É só uma questão de se informar. Básico. Além do que, é muita sacanagem se aproveitar de toda estrutura que pagamos, ainda que com algumas falhas, e usufruir de tudo “na faixa”. Não levam água coisíssima nenhuma. Façam-me o favor. Fora que tem gente que diz que “esses ai” estimulam a prática do esporte e tornam o evento mais alegre. Misericórdia

  • Lilian Frazao disse:

    Eu fui uma das vitimas da SS o ano passado, quando ao entrar na subida da Brigadeiro, já não havia mais agua nos postos de hidratração. Pelo valor investido, o suporte durante a prova deveria ser muito melhor. Mas isso já é um briga longa com a organização, até hoje não me desce pela garganta a medalha antecipada entregue como se fosse um nada na entrega do kit. Já fiz provas fora do país que tinham tanta gente com a SS e nem por isso deixaram de prestar um bom serviço.

  • Meire disse:

    Há desconto para estudantes?

  • Josué disse:

    É lamentável, está organização. Participo de corridas desde 1982, já vi de tudo a nível de organização mais como esta é demais. Valor, mudança de percurso/horário, recebimento de medalha antes da prova e muitas outras. A vários anos não participo mais desta prova.

  • Jailson disse:

    Eu estarei la…

  • walter gomes disse:

    Já vi que nesse ano os problemas se repetirão : quanto mais alto o preço + Pipocas na Prova
    Será que se fosse uma prova mais barata, muitos “pipocas” não se inscreveriam ?
    essa é pra se pensar

    • Bruno disse:

      O valor pode ser alto, mas a prova sempre tem
      inscrições esgotadas…não concordo com o argumento de que se é caro, vou de pipoca de qualquer jeito…atrapalha todo mundo…não dá pra correr em outro lugar nesse dia?

  • José Luis Melo dos Santos disse:

    Fiz a prova em 2014/15/16, já me inscrevi em 2017, pra mim é uma festa e sempre que for possível estarei presente. Acho muito difícil se livrar dos pipocas, afinal a corrida é em via pública, se Deus quiser dia 31 de dezembro estarei lá.

  • Juliana Syndara Fonseca Costa disse:

    Estarei lá.

  • Eu quero correr na São Silvestre meu fone (12)997525245/(12)981098724(12)988187444

  • Haroldo Lucas da silva disse:

    Corro a São Silvestre desde 2000! Mas c/Todas as Adversidades Quero e Vou continuar a Correr!Gosto e muito ! E sempre fecho Meu Ano nesse Ambiente Alegre! Festivo e Gostoso!

  • Levi Rodrigues Furtado disse:

    Bom dia ! Gostaria que se baseassem na 10 milhas garoto Vitória ES os pipocas foram barrados por grades ou seguranças.

  • Luciano Pinheiro disse:

    Paguei o boleto 2 vezes.como tenho que fazer para entornar o valor pago a mais….

  • Valter Natalino disse:

    Vou de pipoca como em todo ano, vou tomar agua na boa, tomar isotonico (se tiver porque ano passado nem isso teve) e ainda vou cagar na Brigadeiro pra prefeitura limpar. Até lá !!!

  • Elizama Maria disse:

    Essa corrida é um sonho, e esse ano será a minha primeira são silvestre.
    Saindo de Recife para uma empolgante festa com amigos!!!!!

    Até lá!!!!!!

  • Deixe seu comentário