São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Secretaria Municipal de Esportes terá 0,4% do orçamento de SP em 2018

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Circuito Caixa da Cidadania na Vila Maria (Esportividade)

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de São Paulo sofreu mais uma redução de orçamento. O de 2018 é 17,5% menor que o de 2017, mesmo havendo aumento de 3% da estimativa do orçamento municipal. Neste a pasta terá menor peso: representava 0,5% neste ano e significará 0,4% no próximo.

Para a Seme foi concedido orçamento de R$ 228.321.906 para 2018. Uma pasta “irmã”, a da Cultura, vai ter mais que o dobro disso, R$ 478.216.840, no segundo ano da gestão João Doria.

Reduções não são novidades, porém: o último orçamento promulgado por Gilberto Kassab, em dezembro de 2012, previa R$ 300.229.702 para a secretaria em 2013 – o primeiro ano de Haddad –, o que correspondia a 0,71% do geral. O último orçamento aprovado na gestão passada, a de Fernando Haddad, foi o que deixou a Seme com 0,5%.

Jorge Damião, secretário de Esportes da cidade de São Paulo (Esportividade)

Para reduzir gastos, a secretaria comandada por Jorge Damião aposta em parcerias com a iniciativa privada, como no Circuito Caixa da Cidadania (pago pelo banco), na concessão do estádio do Pacaembu, que poderá ser concretizada já em 2018, depois de abertura de licitação, e no papel de facilitadora, como ocorreu na Virada Esportiva-2017.

O grande desafio para 2018 será, com esse orçamento enxuto, cuidar dos centros esportivos municipais, vários dos quais precisam ser reformados, além de fazê-los ter uma programação cheia durante o ano.

No sábado, dia 23 de dezembro, foi lançado um edital que prevê R$ 9,5 milhões para a celebração de parcerias com entidades que neles ofereçam aulas de modalidades esportivas.

Deixe seu comentário