São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Vôlei 30/01/2014

Superliga: avaliamos os ginásios da região metropolitana de São Paulo

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Visitamos recentemente todos os ginásios da região metropolitana de São Paulo que recebem jogos da Superliga de vôlei. Barueri, Molico/Osasco, Pinheiros, São Bernardo Vôlei, São Cristóvão Saúde/São Caetano e Sesi-SP são as equipes femininas da região nesta temporada; São Bernardo Vôlei e Sesi-SP, as masculinas. Apresentamos agora nossa avaliação de cada lugar, do comportamento de cada torcida. Está em realização o segundo turno da primeira fase da competição, então ainda é possível você ver jogos de todas essas equipes de perto. Normalmente nenhuma delas cobra ingresso.

Barueri, ginásio José Corrêa

Barueri x Praia Clube (Andrei Spinassé/Esportividade)

Barueri x Praia Clube (Andrei Spinassé/Esportividade)

Pontos positivos: conservação do ginásio, capacidade de público (5 mil pessoas, segundo a prefeitura), facilidade de estacionamento, boa presença da torcida – apesar de a equipe ser nova.
Pontos negativos: pagamento de pedágio para quem pega a rodovia Castello Branco em São Paulo (R$ 3,30 em cada sentido); embora seja possível ir ao ginásio de trem, desembarcando na estação da CPTM Barueri (Linha 8-Diamante), são 12 estações depois da Palmeiras-Barra Funda.
Diário de espectador: é dia de feira, mas também de vôlei em Barueri

Molico/Osasco, ginásio José Liberatti

Ginásio José Liberatti, em Osasco

Ginásio José Liberatti, em Osasco (Divulgação)

Pontos positivos: equipe fortíssima, torcida animada e fiel, proximidade com a quadra de boa parte dos assentos, facilidade de estacionamento nas imediações, estação da CPTM Osasco (Linha 8-Diamante) a 1 km dali.
Pontos negativos: necessidade de o espectador chegar ao ginásio com antecedência para conseguir um bom lugar, assentos praticamente sem encosto, flanelinhas – de vez em quando.
Gratuito, jogo de vôlei em Osasco é garantia de animação e alto nível

Pinheiros, ginásio Henrique Villaboim

Ginásio do Pinheiros em dia de jogo contra Molico/Osasco (Esportividade)

Ginásio do Pinheiros em dia de jogo contra Molico/Osasco (Esportividade)

Pontos positivos: tradição do clube, estação Cidade Jardim da CPTM (Linha 9-Esmeralda) a aproximadamente 300 metros do ginásio.
Pontos negativos: baixa capacidade de público, arquibancada não muito confortável, estacionamento difícil nas imediações.
Vôlei: com paródias musicais, torcida de Osasco faz a festa no Pinheiros

São Bernardo Vôlei, ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib

Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo

Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo

Pontos positivos: tamanho do ginásio (jogos para até 5.730 pessoas, segundo a CBV), boa oferta de vagas de estacionamento diante do ginásio, atrás dele ou nas ruas do bairro residencial, assentos com encosto.
Pontos negativos: sistema de som deficiente, torcida não muito empolgada, sensação de estar distante da quadra, possibilidade inexistente de chegada ao local de trem da CPTM ou metrô.
Público fica mais distante do jogo em São Bernardo, mas com mais espaço

São Cristóvão Saúde/São Caetano, ginásio Milton Feijão

Vôlei feminino no ginásio Milton Feijão (Divulgação)

Vôlei feminino no ginásio Milton Feijão (Divulgação)

Pontos positivos: chance de ver o jogo de ângulos diferentes, locutor à moda antiga, grande oferta de estacionamento nas ruas do bairro residencial.
Pontos negativos: sanitários em péssimo estado, aproximadamente 3,2 km até a estação São Caetano da CPTM (Linha 10-Turquesa).
Vôlei: jogo em São Caetano é “uau”, mas banheiros deixam a desejar

Sesi-SP, ginásio Marcello de Castro Leite (Vila Leopoldina)

Equipe feminina do Sesi joga em casa (Divulgação)

Equipe feminina do Sesi joga em casa (Divulgação)

Pontos positivos: boas equipes, sensação de estar próximo à quadra, possibilidade de observação do jogo por diversos ângulos, estação Imperatriz Leopoldina da CPTM (Linha 8-Diamante) a cerca de 1,1 km dali.
Pontos negativos: ginásio pequeno e consequente incerteza sobre a que horas chegar, dificuldade de estacionamento nas ruas da região, de altos edifícios residenciais.
Como em Osasco, vôlei no Sesi é gratuito e com jogadores de seleção
Dia de espectador: saiba como é ver jogo de vôlei no Sesi Vila Leopoldina

Comentários


  • adoramos as fotos dos ginasios polesportivos

  • Deixe seu comentário