São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Rio-2016 11/08/2016

Trens lotados na quarta deixam alerta para sexta de partida olímpica em SP

Por Esportividade
Arena Corinthians recebeu Colômbia 2x0 Nigéria no dia 10/08 (Esportividade)

Arena Corinthians recebeu Colômbia 2×0 Nigéria no dia 10/08 (Esportividade)

A situação vivida por muitos espectadores que se dirigiam à Arena Corinthians na quarta-feira, dia 10 de agosto, se repetirá na sexta-feira, 12 de agosto de 2016. Como a CPTM só disponibiliza o trem expresso que vai sem paradas da estação da Luz à Corinthians-Itaquera das 14h às 17h em ambos os dias, nos quais as partidas olímpicas começam às 19h, quem embarcou depois das 17h enfrentou vagões ainda mais cheios do que normalmente são na Linha 11-Coral.

Apesar de as únicas diferenças entre o expresso especial e a linha convencional serem duas paradas, uma no Brás e outra no Tatuapé, isso faz diferença no aperto, pois, nos horários de pico, entra nos trens bastante gente oriunda da estação Brás.

Quem for ver Canadá x França, jogo feminino de quartas de final do Rio-16, na sexta-feira pode tentar chegar à plataforma 4 da Luz antes das 17 horas. Lembrando que também o torcedor pode usar o metrô (Linha 3-Vermelha) e desembarcar tanto na Artur Alvim (caminhada um pouco mais longa até o estádio, mas menos congestionada) como na Corinthians-Itaquera.

Nos demais dias, o serviço de trem expresso terá início 3h antes dos jogos. Ou seja, às 19h de 13 de agosto (sábado de Brasil x Colômbia), às 13h de 17 de agosto (quarta-feira de semifinal masculina) e às 10 horas de 19 de agosto (sexta-feira de decisão feminina da medalha de bronze).

Como chegar ao Itaquerão:
Saiba como chegar à Arena Corinthians para ver as partidas olímpicas

Mais dicas de locomoção:
Evite ir de carro à Arena Corinthians em dias de jogos olímpicos de futebol

Economizando tempo:
Rio-2016: você pode driblar a multidão na Arena Corinthians; saiba como

O que pode e o que não pode:
Dez dicas para quem vai ver jogos de futebol do Rio-2016 em São Paulo

Torcer sem paixão também é legal:
Rio-2016: torcer por esporte é o 1º grande legado olímpico em São Paulo

Deixe seu comentário