São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Virada Esportiva-17 terá dinheiro privado; patrocínios são contrapartida

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Tirolesa no Vale do Anhangabaú, a partir do viaduto do Chá, em 2016 (Esportividade)

Tirolesa no Vale do Anhangabaú, a partir do viaduto do Chá, em 2016 (Esportividade)

Preparamos uma página especial com notícias da Virada Esportiva-2017 da cidade de São Paulo: clique aqui para acessá-la. 

A nova cara da Virada Esportiva da cidade de São Paulo foi revelada nesta terça-feira, 20 de junho de 2017, no Diário Oficial municipal. É diferente das dez primeiras edições e vai ser feita nos dias 23 e 24 de setembro com a ajuda de recursos da iniciativa privada, mas ela ainda será coordenada e aprovada pela Secretaria de Esportes e Lazer.

“O evento buscará propiciar aos interessados novas experiências por meio da prática de várias modalidades e atividades esportivas, de forma participativa e inclusiva, assim como ele vai buscar divulgar amplamente os locais onde os munícipes podem praticar tais atividades na cidade de SP, ajudando, por conseguinte, no atingimento da meta de aumentar em 10% a taxa de atividade física da população da cidade”, diz o edital.

As empresas com projetos aprovados serão parceiras da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, para quem deverão detalhar os custos de execução. O valor a ser despendido servirá de base para a definição da ativação de marca a que fará jus o patrocinador durante a Virada Esportiva.

Red Bull na Selva de Pedra (Andrei Spinassé/Esportividade)

Red Bull na Selva de Pedra (Andrei Spinassé/Esportividade)

Foram estabelecidas cinco “faixas de contrapartidas monetárias” para patrocínios, de R$ 100 mil (a primeira) a R$ 1 milhão ou valor superior (a quinta). As ações de marketing e ativação de marca devem estar descritas no projeto enviado à secretaria, mas os custos para a sua realização, que ficarão a cargo do proponente, não serão computados para fins de definição do valor total do patrocínio.

Os proponentes serão escolhidos pela comissão organizadora da Virada Esportiva de 2017 de acordo com o valor econômico da proposta, a “vantajosidade” para a administração pública municipal paulistana, a compatibilidade entre a proposta e o escopo da Virada de 2017 e a qualidade técnica, por exemplo.

Deixe seu comentário