São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

WTorre, construtora do Allianz Parque, interessa-se pelo ginásio do Anhembi

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Sugestão de projeto do ginásio multiuso (SPTuris)

Sugestão de projeto do ginásio multiúso (SPTuris)

Enquanto a modernização do Pacaembu é incerta e já houve até adiamento do prazo final do cadastro de interessados em realizar estudos que poderiam resultar em uma concessão do estádio após processo licitatório, a proposta de criação de um ginásio multiúso ao lado da concentração do sambódromo do Anhembi foi bem-sucedida na primeira etapa. Nove empresas ou consórcios cadastraram-se para realizar estudos preliminares técnicos e de modelagem de projeto para a concepção, construção, implantação, manutenção, gestão e operação do que a Prefeitura de São Paulo chama de “arena coberta”. Já existem cinco aprovados, entre eles a construtora WTorre, parceira do Palmeiras no Allianz Parque por 30 anos.

Além dela, estão cadastrados: Almeida & Fleury Consultoria Econômica Ltda/TetraArq Arquitetura e Projetos Ltda; IMX, Esporte e Entretenimento Ltda (responsável pelo Rio Open de tênis); Price Waterhouse Coopers Corporate Finance & Recovery Ltda/Price Waterhouse Coopers Serviços Profissionais Ltda/Azevedo Sette Advogados Associados/Gustavo Penna Arquitetos Associados/Lumens Eng.; e Fernandes Arquitetos Associados/SBP do Brasil Projetos Ltda/Empresa Brasileira de Engenharia de Infraestrutura.

Os demais interessados têm até esta sexta-feira (27/02/15) para apresentar documentação complementar ou prestar esclarecimentos: Arena Assessoria de Projetos Ltda/Moyses & Pires Sociedade de Advogados/Lagardere Unlimited do Brasil Operações Esportivas e Participações Ltda/BF Capital Assessoria em Operações Financeiras Ltda; T4F Entretenimento S/A (Time for Fun); Barbosa & Corbucci Arquitetos Associados Ltda; Koch Tavares Promoções e Eventos Ltda (por trás do Brasil Open de tênis, por exemplo).

“São grupos como a WTorre e a T4F, outros do Rio e consultorias representando investidores que ainda não querem aparecer”, disse Wilson Poit, presidente da SPTuris, à coluna de Mônica Bergamo, da “Folha”.

Sugestão de projeto do ginásio multiuso (SPTuris)

Sugestão de projeto do ginásio multiúso (SPTuris)

Trata-se de um chamamento público. Os estudos preliminares a serem encaminhados pelos interessados devem atender às condições a seguir: o modelo de negócios deverá considerar que a remuneração do interessado se dará exclusivamente pela exploração dos ativos do ginásio, sem previsão de contraprestação pecuniária ou aportes de recursos por parte da SPTuris ou da Prefeitura de São Paulo; o termo “Anhembi” deverá compor o nome do ginásio, mesmo na hipótese de exploração dos direitos de nome por terceiros; deverá ser coberto, com capacidade mínima para 20 mil pessoas e possuir estrutura interna que permita múltiplas configurações de uso; o agente empreendedor não poderá explorar a atividade de estacionamento.

A área a ser concedida para a implantação do empreendimento possui 21.663,23 metros quadrados e está localizada na parte sul da área de concentração do sambódromo do Anhembi.

Onde ficaria o ginásio do Anhembi (SPTuris)

Onde ficaria o ginásio do Anhembi (SPTuris)

“Queremos dar uma destinação mais nobre para um terreno de mais de 20 mil metros que está em uma área absolutamente nobre da cidade. É uma área que é subutilizada. As margens do Tietê serão o cartão-postal definitivo da cidade de São Paulo. É lá que a cidade vai se reestruturar para o século XXI. Esse projeto se insere nesse contexto, que é de reapropriação das margens”, afirmou o prefeito Fernando Haddad em coletiva de imprensa realizada na sede da prefeitura em 27 de janeiro.

Na MIP, a Manifestação de Interesse Privado, apresentada, o projeto do ginásio do Anhembi foi orçado em R$ 140 milhões. No entanto, esse valor poderá variar de acordo com as propostas de cada interessado.

A WTorre foi quem construiu o Allianz Parque no lugar do antigo Palestra Itália. O Palmeiras não custeou as obras, porque cedeu o seu terreno para a construtora e fez uma parceria com ela. O que o clube ganha com bilheteria em jogos de futebol é dele, mas outras receitas são divididas. Existe um tipo delas em que a Sociedade Esportiva Palmeiras aumenta progressivamente, de cinco em cinco anos, sua participação nessa divisão. Clube e construtora ainda divergem, no entanto, sobre quantas cadeiras cada parte tem o direito de comercializar. A questão é resolvida em uma câmara de arbitragem.

Inaugurado em novembro de 2014, o Allianz Parque foi construído com o objetivo de ter uma programação variada – assim como o futuro ginásio do Anhembi – e possui uma configuração que permite shows em um ambiente coberto para 12 mil espectadores. A WTorre é ainda a construtora do Teatro Santander, a ser inaugurado neste ano na marginal do Pinheiros, e do shopping JK Iguatemi.

Deixe seu comentário