São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Tênis 01/04/2014

Brasil Open muda de data em 2015, mas ainda coincide com o Carnaval

Por Esportividade
Ginásio do Ibirapuera, quadra central do Brasil Open (Brasil Open/Inovafoto)

Ginásio do Ibirapuera, quadra central do Brasil Open (Brasil Open/Inovafoto)

Os organizadores comemoraram a nova data do Brasil Open de tênis em 2015, mas o público ainda enfrentará um inconveniente: de novo semifinais e final serão em sábado e domingo de Carnaval. A chave principal do torneio será jogada de 9 a 15 de fevereiro. A terça-feira carnavalesca será no dia 17. Situação idêntica ocorreu neste ano, mas o problema para a organização foi o fato de o Brasil Open ter encerrado o ciclo da ATP na América do Sul. Agora voltará a ocupar a segunda semana da sequência de torneios no continente.

Assim, o Brasil Open, de nível ATP World Tour 250, será disputado logo após o Equador Open Quito e uma semana antes do Rio Open, um ATP World Tour 500. O ATP de Buenos Aires ficou com a quarta semana.

“Não poderíamos receber melhor notícia”, disse Luis Felipe Tavares, diretor do Brasil Open. “Neste ano, mesmo com todas as dificuldades de calendário, a concorrência com Acapulco e Dubai na mesma semana, conseguimos fazer um excelente evento, que foi bastante elogiado pela ATP, pelos jogadores e pelo público. A nova data para 2015 vem coroar os 15 anos do Brasil Open, no qual já começamos a trabalhar e esperamos realizar uma edição ainda melhor.”

Pelo terceiro ano consecutivo, o Brasil Open em 2014 foi disputado no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, cujo ginásio principal é o Geraldo José de Almeida, o do Ibirapuera. O ginásio Mauro Pinheiro, após diversos problemas em 2013, não foi usado neste ano; foi, então, substituído por um temporário erguido ao lado do estádio. Houve maior preocupação com a temperatura, e a organização fez o uso de sistema de ventilação para tentar reduzi-la.

Dentro de quadra, os favoritos não foram à final, que foi disputada pelo argentino Federico Delboni e pelo italiano Paolo Lorenzi. O sul-americano levou a melhor após três sets. O maior nome a competir no Ibirapuera foi Tommy Haas, que caiu nas semifinais. Não havia no torneio tenistas posicionados entre os dez primeiros do ranking da ATP.

Como foi em 2014:
Mais conhecidos aparecem no dia final do Brasil Open apenas em painel
Tenista Haas é um apreciador de restaurantes paulistanos; Feijão chora
Brasil Open de tênis: confira o que deve melhorar no torneio deste ano
Brasil Open-2014 promove mudanças para corrigir falhas vistas em 2013
Cinco tenistas entre os 45 melhores participam do Brasil Open de 2014

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.