São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Automobilismo 04/05/2013

Brasileiros almejam superação diante de torcida no Anhembi

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Hunter-Reay e Kanaan no Anhembi (Duda Bairros/ Fotoarena)

Hunter-Reay e Kanaan no Anhembi (Duda Bairros/ Fotoarena)

Quem for ao circuito do Anhembi neste domingo, dia da quarta edição da São Paulo Indy 300, verá os três pilotos brasileiros em busca de superação. Embora esteja com ligamentos da mão direita lesionados, Tony Kanaan estará na quarta posição do grid. Bia Figueiredo obteve seu melhor lugar de largada no ano, o 16º, e tentará chegar entre os dez primeiros pela primeira vez. Hélio Castro Neves é o líder do campeonato, mas, assim como Bia, foi prejudicado por uma bandeira vermelha no treino classificatório e largará em 18º.

Kanaan correrá sob efeito de uma injeção neste domingo, a partir das 12h30. “Preocupado ainda estou”, disse. “Achei que sentiria menos dor. Mas acabei de tomar uma injeção ‘milagrosa’. Haverá uma repetição de dose para eu aguentar a corrida.” O piloto da KV contou que, além disso, é provável que ele corra com uma tala por cima da luva.

Até o escocês Dario Franchitti, terceiro no grid, ficou impressionado com o desempenho de Kanaan: “Foi muito impressionante. Essa pista toda é fisicamente muito exigente. Na curva final, você esterça o volante ao máximo, o que é muito difícil para seus pulsos e mãos. E o Tony fazia isso com apenas uma mão boa e muita dor. Ele lutou muito contra a dor”.

Público de sábado da São Paulo Indy 300 de 2013 (Magnus Torquato/Fotoarena)

Público de sábado da São Paulo Indy 300 de 2013 (Magnus Torquato/Fotoarena)

Hélio Castro Neves lamentou o acidente de James Jakes, que causou a interrupção do treino e não permitiu que o brasileiro completasse mais voltas. “É uma pena. A Penske sempre se preocupa com coisas inesperadas, e esta foi uma situação ainda mais inesperada. Amanhã será um dia de bastante trabalho”, afirmou. Bia Figueiredo também foi afetada por isso, mas não ficou tão chateada com sua posição de largada. “Não é de todo o mau, é minha melhor classificação do ano. Vamos tentar aproveitar essa oportunidade para ir um pouco mais para cima no começo da prova”, declarou.

O pole Ryan Hunter-Reay espera que essa colocação o faça escapar de problemas: “Estou muito contente por largar na primeira fila, principalmente para tentar evitar os incidentes da primeira curva na largada e, quem sabe, nas relargadas”.

Sobre o alargamento da primeira sequência de curvas do circuito do Anhembi, Kanaan disse que talvez haja menos ultrapassagens ali, mas ele espera menos bandeiras amarelas – até porque também as zebras estão mais baixas. “Mas, como está mais rápido, o ‘S do Samba’ agora o convida a arriscar cada vez mais. Não sei se veremos tantas ultrapassagens como já houve”, analisou.

Confira a página especial da São Paulo Indy 300 no Esportividade.

Deixe seu comentário