São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

CDCs, clubes da comunidade, já podem ser reabertos na cidade de São Paulo

Por Esportividade

CDC Cleuza Bueno: ainda sem jogos de futebol (Ludmilla Florencio/Seme)

Observação (feita às 17h de 7 de maio de 2021): academias e centros esportivos de São Paulo ficam abertos por mais tempo.

Observação (feita às 11h18 do dia 23 de abril de 2021): parques, academias e centros esportivos municipais de São Paulo são reabertos em 24 de abril.

Depois dos centros esportivos e dos parques municipais, chegou a vez de os clubes da comunidade, os CDCs, serem reabertos na cidade de São Paulo. Devido à pandemia de covid-19, doença ocasionada pelo novo coronavírus, estavam fechados desde a metade de março, e agora um protocolo sanitário terá de ser seguido.

Segundo a Secretaria de Esportes e Lazer, a reabertura, neste primeiro momento, é somente para caminhada ao ar livre (e só por 6h diárias), permanecendo proibidas as práticas esportivas coletivas e a utilização de quadras, ginásios, campos, piscinas, playgrounds e academias, tanto as internas quanto as situadas ao ar livre.

“Os clubes da comunidade têm um sistema diferente de gestão”, diz a Seme. “São 261 unidades esportivas em terrenos municipais, mas a administração é indireta. A gestão do espaço é feita por entidades da comunidade local com reconhecida vocação no trabalho esportivo, legalmente constituídas em forma de associação comunitária e eleitas pela própria população do bairro.”

O uso de máscara nos CDCs é obrigatório. Quando da entrada das pessoas, é medida a temperatura corporal de cada uma.

Em um segundo momento, poderão ser reabertos espaços fechados dos CDCs, como academias e centros de ginástica, de acordo com o protocolo sanitário setorial vigente no município: com agendamento de entrada, só realização de aulas e práticas individuais, capacidade limitada a 30% e funcionamento por seis horas diárias, por exemplo.

Deixe seu comentário