São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Centro de Esportes Radicais será aberto até fim de março, diz prefeitura

Por Esportividade
Ciclista anda em uma das pump track do parque (Fernando Pereira/SECOM)

Ciclista anda em uma das pump track do parque (Fernando Pereira/SECOM)

ATENÇÃO! Devido ao mau tempo dos dias 10 e 11/03, a inauguração do Centro de Esportes Radicais, que seria feita em 12 de março, foi adiada. A secretaria informou que o CER será inaugurado às 9 horas de 26 de março, sábado.

A Prefeitura de São Paulo não deu ainda uma data exata da inauguração do Centro de Esportes Radicais, mas disse que “até o fim do primeiro trimestre” – ou seja, até o fim de março – ficará pronto. O espaço, que está localizado no Bom Retiro (na região central), diante da marginal do Tietê e perto do Centro Esportivo Tietê, contará com circuitos e pistas voltadas para as práticas de skate, cilicismo BMX, patins inline, patinete e parkour.

Haverá ainda no equipamento público, que tem investimento estimado em R$ 13,4 milhões, ciclovias, pista de caminhada, área para shows e playground.

O Centro de Esportes Radicais ocupa uma área de 38 mil m² e terá acesso gratuito para cidadãos. “Os esportes radicais cresceram em todo o país, em especial com os títulos conquistados por grandes atletas, e uma cidade da grandeza de São Paulo merecia um lugar adequado para não só atender os profissionais que são do município – e são muitos –, mas também fomentar o surgimento de futuros campeões”, afirmou o coordenador de esportes radicais da Coordenadoria de Gestão das Políticas e Programas de Esporte e Lazer, da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação, Carlos Preto.

As obras foram iniciadas no fim de julho de 2015. Anteriormente o terreno abrigava barracões de duas escolas de samba, que não poderiam ocupar mais o espaço.

Obras no parque; sambódromo ao fundo (Fernando Pereira/SECOM)

Obras no parque; sambódromo ao fundo (Fernando Pereira/SECOM)

Um dos destaques do Centro de Esportes Radiciais são as pump tracks, pistas – de piso asfáltico – cheias de ondulações, as quais dão impulso ao praticante de skate, ciclismo, patins inline e patinete, por exemplo.

As pump tracks serão divididas em três níveis, que variam conforme a experiência do praticante: iniciante (com 100 metros lineares), intermediário (com 130 metros lineares) e avançado (com 220 metros lineares, para atletas que já dominaram os movimentos de embalo e curvas do nível intermediário). Em todo esse circuito será obrigatório o uso de capacetes, e aconselha-se o uso dos outros equipamentos de segurança, como joelheira, cotoveleira e proteção de punho.

Com uma área de 650 m², o circuito de parkour do Centro de Esportes Radicais apresentará uma série de obstáculos horizontais e verticais de diferentes níveis. Nessa modalidade, o praticante passa por eles usando apenas o corpo, com técnicas de corrida, salto, equilíbrio e escalada.

Skatista na pump track (Fernando Pereira/SECOM)

Skatista na pump track (Fernando Pereira/SECOM)

O centro ainda apresentará uma pista de skate com 480 m², chamada mini ramp, um equipamento em formato de “U” voltado para prática da modalidade vertical.

Já no novo Parque Chácara do Jockey, na zona oeste paulistana, poderão ser praticadas as modalidades de skate bowl e street. As obras também estão em andamento por lá.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.