São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Nutrição 05/12/2013

Como consumir proteínas, cujo excesso pode ser alternativa inútil

Por Alex Whitaker

proteinas_comidas

Fundamentais para uma alimentação saudável, as proteínas também possuem um papel importante em dietas para conquista de massa magra e perda de peso. Esse nutriente orgânico composto por aminoácidos atua diretamente no crescimento e na reparação dos tecidos, repondo gastos das células e auxiliando no transporte de substâncias pelo corpo. Em complementos às funções, as proteínas produzem enzimas, neurotransmissores, hormônios e anticorpos, tão importantes no que diz respeito às dietas para perda de peso e conquista de massa magra.

Com tantas vantagens, muitas pessoas se submetem a uma alimentação restrita a esse nutriente; contudo, desconhecem também os riscos à saúde que a falta de outras substâncias pode causar ao organismo.

Praticantes de esportes e atividades físicas precisam ingerir proteína em quantidade para ganhar massa magra, e isso pode ser tanto por meio de uma alimentação como com a ingestão de suplementos. Consumindo mais proteínas, o corpo trabalha mais para compensar a falta dos outros nutrientes e leva à redução de peso.

O que a maioria das pessoas não sabe é que o excesso de proteína no organismo pode prejudicar o funcionamento dos rins, pois faz com o que o indivíduo elimine bastante água – fator que também explica a perda rápida de peso. Além disso, o excesso de proteína pode ser uma alternativa inútil, porque o organismo pode não aproveitar e eliminar o excesso na urina. Outra questão importante é que a falta de outros alimentos, como o carboidrato, leva à falta de energia e fraqueza e pode prejudicar os resultados finais da dieta.

O consumo médio adequado vai de acordo com o peso corporal de cada indivíduo.  Normalmente o ideal é ingerir entre 0,8 a 1 g de proteína por kg corporal, lembrando que 1 g de proteína fornece quatro calorias. Laticínios, ovos, carnes, leguminosas, cereais e oleaginosas são alimentos ricos em proteínas. Entre os suplementos, os mais conhecidos e mais consumidos são o whey protein e albumina, que apresentam um alto teor de proteína na composição.

Sobre Alexsander Whitaker

É nutricionista, com especialização em nutrição esportiva e vigilância sanitária. Ao longo de sua carreira, atuou como chefe da divisão de alimentos da vigilância sanitária da Prefeitura de Itapevi e como professor do curso livre de nutrição do Senac. Também é responsável pela alimentação de renomados atletas paraolímpicos e praticantes de atividades físicas. Atualmente, está como nutricionista responsável pela equipe de atletismo, judô e vôlei do Centro de Excelência do Esporte do Governo do Estado de São Paulo (Projeto Futuro) e nutricionista da academia Edge Life Sports.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.