São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 17/09/2020

Corredores estão mais propensos à volta às provas em 2020, mas há dificuldades

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Corredores de máscara no parque da Aclimação (Esportividade)

Já se pode notar uma tendência de crescimento da intenção de atletas amadores de participar de provas ainda em 2020. Há alguns meses, mais de 70% das pessoas acreditavam que não iriam mais a eventos em 2020; agora, pesquisa informal publicada no Instagram do Esportividade mostrou que a maioria, 52%, já aceitaria disputar uma prova que cumprisse um protocolo sanitário aprovado pelo poder público (municipal) neste ano.

Querer não é poder, porém, por enquanto. A etapa em São Paulo ainda é a de eventos-teste, como o que, se a situação da covid-19 não se agravar em Sorocaba, será realizado pela Proeesp lá em 26 e 27 de setembro, sábado e domingo, com até 300 inscritos por dia. Já houve um, só para 43 atletas convidados, em São Vicente, litoral paulista, em 30 de agosto.

Qualquer regressão de fase de um município no Plano São Paulo, o de retomada gradual da economia, pode fazer um evento ter de ser adiado ou cancelado. A instabilidade é enorme, portanto.

Considerando esse cenário, as grandes empresas organizadoras abriram mão de provas presenciais no modelo tradicional em 2020, havendo ainda a possibilidade de corridas com horário de largada agendado por cada atleta.

Pequenas empresas organizadoras ainda tentam realizar eventos menores em 2020, ainda mais porque o mercado da corrida virtual mostrou-se muito menos lucrativo que o da presencial, e uma parte dos atletas começou a acenar que participaria deles.

É a prefeitura de cada município que concede alvará liberando um evento, e precisa ser mencionado o fato de que as eleições estão previstas para a segunda quinzena de novembro. Prefeitos em busca de reeleição podem querer não correr riscos neste momento, que ainda é de pandemia do novo coronavírus, e negar essa concessão.

Na cidade de São Paulo, já é certo que os eventos com público só poderão ser retomados quando ela estiver na fase Verde, a quarta do Plano SP; está programada uma flexibilização após 28 dias de permanência da capital paulista nessa etapa, isto é, na melhor das hipóteses, em 9 de novembro – mas sempre com restrições.

Os organizadores terão um papel decisivo na retomada: se houver descumprimentos de protocolo sanitário, poderão colocar a perder esse retorno (gradual) em 2020, que é tão importante para o mercado, que está praticamente parado há seis meses.

Mas os eventos de corrida como os conhecíamos até março de 2020, os quais propiciavam que amigos se encontrassem e se juntassem, por exemplo, só voltarão a ser assim após a maior parte da população ser vacinada contra a covid-19.

Leia também:
Corrida de São Silvestre de 2020 ainda está indefinida, mas existem alternativas

Deixe seu comentário