São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 31/03/2015

Corrida: é obrigatório usar camiseta do evento? Veja essa resposta e outras

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Meia Maratona de São Paulo (Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação)

Meia Maratona de São Paulo (Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação)

As corridas de rua já estão consolidadas no Brasil e todos os fins de semana levam milhares de pessoas para as vias públicas. No entanto, sempre ficam dúvidas sobre os eventos, e os novatos são os que mais lidam com isso. Agora esclarecemos cinco dos questionamentos.

Camiseta do evento

Embora seja prática comum fazer parte do kit de cada corrida de rua uma camiseta, normalmente não é necessário participar da prova vestindo-a. Já há evento, como a Night Run, cujo regulamento diz: “O atleta está autorizado a correr com sua própria camiseta”. Porém, é melhor o corredor consultar as regras de cada prova; se nada disserem sobre obrigatoriedade de camiseta do evento, poderá escolher a que ele bem entender. Mas toda corrida exige número de peito e chip.

Pressa para largar

Não é preciso se apressar na hora da largada de uma corrida de rua. Seu tempo apenas começa a ser registrado quando você passa pelo pórtico. O que dificulta a prova de quem deixa para largar muito tardiamente é a lentidão dos pelotões do fundo; por isso, o mais recomendado é que o atleta largue no horário correto, com o “bolo”. Existem eventos cuja tolerância é pequena. “Os tapetes obrigatórios de passagem na largada serão desativados após dez minutos do sinal da largada”, diz regulamento da Meia Maratona de Santo André.

“Pipoca”

Em corridas realizadas em ruas, que são a maioria, é difícil proibir uma pessoa não inscrita de participar da prova, pois se trata de locais públicos. Participação de “pipocas”, porém, não é boa para o evento – e não só pela questão financeira. Cada organizador quantifica a estrutura – de ambulância a água – conforme o número oficial de participantes. Esses “pipocas” podem prejudicar os corredores realmente inscritos. Recomenda-se, então, que só quem está inscrito corra. Alguns organizadores já tomam medidas para ao menos tentar barrar a entrada de “pipocas” na área de largada.

Distância

Provas para amadores não necessariamente têm exatamente a distância esperada. É comum corridas de 5 km, por exemplo, terem metros a mais ou a menos que isso. Dessa maneira, existem regulamentos que usam a palavra “aproximadamente” quando tratam da distância. Por isso, vale a pena correr com aplicativo de corrida ligado no celular. Provas que obtiveram Permit da Confederação Brasileira de Atletismo (clique aqui e confira-as) são as que mais seguramente possuem a distância correta. Mesmo assim, corridas menores dentro de uma maior homologada podem não a ter.

Percurso é uma questão tão complexa que mesmo a Meia Maratona de São Paulo de 2015, disputada em 1º de março, não teve resultados homologados “para efeito do ranking brasileiro, porque a prova não foi realizada no percurso oficialmente medido”. E a prova de 5 km da Meia Maratona, de acordo com a medição do Esportividade, teve 4,85 km, na verdade.

Colocação

Não acredite totalmente em sua colocação em uma corrida de rua se a prova tiver características mais amadoras. Nestas, o controle ao longo do percurso é menor, e existe possibilidade de corredores desleais cortarem caminho. E a reportagem do Esportividade presenciou isso durante a Night Run do sábado passado, no Anhembi. O que importa, na verdade, é o seu tempo. Esse sim é o indicador mais preciso do seu desempenho.

Leia também:
Com música e luzes, Night Run leva ’5 Vai-Vais’ ao sambódromo do Anhembi
Circuito Popular do Grande ABC-2015 divulga as datas das sete etapas; veja

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.