São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Nutrição 01/05/2014

Dieta para engordar pode ser até mais difícil que a para emagrecer; entenda

Por Alex Whitaker

268158135_f70d12ff39_b

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, encarar uma dieta para aumentar o peso pode ser ainda mais difícil do que uma para perder. Para elaborar uma reeducação alimentar para quem está em busca de engordar, o primeiro fator que precisa ser avaliado é a origem da magreza do indivíduo.

Grande parte dos casos está associada com a relação da quantidade e da qualidade do que se come com a energia que é consumida durante o dia. Normalmente, pessoas muito magras têm o metabolismo mais acelerado, gastando mais calorias. Outro ponto importante é a herança genética. Há pessoas que apresentam uma estrutura pequena, composta por ossos finos, musculatura pouco desenvolvida e baixa gordura no corpo; ou até mesmo existem pessoas que emagrecem muito rapidamente. Este ponto exige ainda mais atenção, pois pode estar ligado a problemas de saúde como alteração na tireoide, transtornos alimentares e diabetes. Além disso, a ausência repentina de vitaminas e minerais deixa o organismo predisposto a alterações metabólicas, levando à perda de massa muscular.

Para conquistar volume, ou seja, o aumento de massa muscular, e de forma saudável, uma reeducação alimentar deve ser seguida à risca e diante das características de cada organismo. Uma dieta para aumento de peso não deve, necessariamente, ter a ingestão de grandes quantidades de gorduras, açúcares e até mesmo de proteínas.  Este último item, muito consumidos nas academias, auxilia no crescimento dos músculos desde que consumido de forma moderada. Em excesso, as proteínas passam a ser usadas como fonte energia para os esforços vitais, e esse processo prejudica o aumento da massa magra. O consumo correto de proteínas vai de acordo com peso corporal da pessoa.

Em toda a dieta, mesmo nos casos em que o objetivo é o aumento de peso, a prática de exercícios é essencial. Mas vale lembrar que não adianta consumir uma grande quantidade de carboidratos poucos minutos antes do treino. Dessa forma, o alimento não tem tempo suficiente de ser absorvido e transformado como energia para o esforço.

Para garantir bons resultados e sem interferir na saúde, procure sempre um nutricionista especializado para adequar a dieta dentro de suas necessidades.

Sobre Alexsander Whitaker

É nutricionista, com especialização em nutrição esportiva e vigilância sanitária. Ao longo de sua carreira, atuou como chefe da divisão de alimentos da vigilância sanitária da Prefeitura de Itapevi e como professor do curso livre de nutrição do Senac. Também é responsável pela alimentação de renomados atletas paraolímpicos e praticantes de atividades físicas. Atualmente, está como nutricionista responsável pela equipe de atletismo, judô e vôlei do Centro de Excelência do Esporte do Governo do Estado de São Paulo (Projeto Futuro) e nutricionista da academia Edge Life Sports.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.