São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
De bem com a vida 21/04/2014

Fraturas não são lesões tão comuns no MMA; entenda a de Roy Nelson

Por Dr. Gustavo Arliani

fraturaroy

Na luta principal do UFC de Abu Dhabi contra Minotauro, no último dia 11 de abril, o norte-americano Roy Nelson “ganhou” não somente a luta e o prêmio de “melhor performance da moite”, mas também uma lesão na mão direita. O “gordinho do UFC” fraturou um osso da mão direita (quarto metacarpo) após potentes golpes que levaram o brasileiro a nocaute.

Estudos prévios com lutadores de MMA mostraram que as fraturas não são lesões tão comuns no MMA, representando “somente” 5% do total das lesões no esporte. A mão, no entanto, é a segunda localidade mais comum de lesão (13% das lesões), perdendo somente para a face, que atende por quase metade das lesões ocorridas no MMA. As fraturas do metacarpo são a lesão mais comum nas mãos dos lutadores.

A maioria das fraturas do quarto metacarpo da mão pode ser tratadas conservadoramente, sem cirurgia e com imobilização com tala gessada ou gesso. É claro que essa decisão envolve uma série de fatores como: grau de desvio da fratura, localização da lesão, ocupação e idade do paciente etc.

No caso de atletas, na grande maioria das vezes opta-se pelo procedimento cirúrgico com redução da fratura e fixação com placa e parafusos ou fios metálicos. Quem não se lembra da fratura e cirurgia realizada em Ronaldo “Fenômeno” em 2009? A cirurgia nesses casos tem como objetivo um menor tempo de imobilização das articulações com início precoce de fisioterapia para reabilitação e retorno mais rápido ao esporte.

Essas fraturas demoram, em média, de quatro a seis semanas para que a consolidação óssea ocorra completamente. O atleta normalmente consegue retornar aos octógonos depois de quatro a seis meses da fratura. Em outras modalidades com predominância do uso de membros inferiores, como o futebol, esse retorno é abreviado, podendo ocorrer em até três meses.

Sobre o Dr. Gustavo Arliani

Doutor Gustavo Arliani é ortopedista especialista em traumatologia formado pela Universidade Federal de São Paulo. É um dos autores do livro “Classificação em Ortopedia e Traumatologia”, juntamente com Doutor Moisés Cohen e Diego Astur. Gustavo é um dos dez mais bem colocados na prova para o título de especialista em Ortopedia e Traumatologia pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT. [email protected] / drgustavoarliani.com.br

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.