São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 13/11/2018

Meia Maratona de Alphaville é sinônimo de desafio; dia seguinte pode ser suave

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Corredores fazem reconhecimento de percurso (Divulgação)

Uma das melhores sensações que um corredor pode sentir é acordar na segunda-feira, após um domingo de corrida, e estar pronto para outra. Depois de uma prova pesada, como será a Meia Maratona de Alphaville de 25 de novembro de 2018, estar inteiro no dia seguinte é mais uma vitória.

“Desafio” é a palavra-chave do evento em Santana de Parnaíba. Já nos quatro primeiros quilômetros, os atletas dos 10 km, 15 km e 21 km serão superexigidos, já que se trata da maior subida da corrida – a diferença de altitude entre o ponto mais baixo e o mais alto é de 195 metros.

Avenida Marcos Penteado de Ulhôa Rodrigues, local de largada (Divulgação)

A compensação virá na última parte, em que o que era subida “se transformará” em descida. E, finalmente, a linha de chegada será avistada.

Uma das participantes será a master coach Moniqui Agnes. “A prova vai ser linda, divertida, uma experiência diferente para a galera da região e para mim, já que nunca corri em Alphaville”, disse.

Para que a boa sensação da conquista da medalha ainda esteja viva no dia seguinte, a corredora terá uma ajuda: “As meias de compressão graduada Sigvaris UP vão me ajudar a ficar mais bonita [risos] e a diminuir a fadiga muscular”.

Trecho do percurso da Meia Maratona de Alphaville (Divulgação)

O jornalista Ricardo Capriotti, apresentador do programa “Fôlego”, que vai ao ar aos domingos na Rádio Bandeirantes, compartilha da visão de Moniqui. “Eu diria que, para a recuperação, o uso das meias é até mais importante que para a prova em si”, afirmou. “Para mim, pelo menos, funciona mais para me recuperar de treinos longos ou provas. Diminui muito ou até elimina aquela sensação de perna pesada no dia seguinte.”

Como aos poucos volta às corridas após uma lesão, Capri não poderá participar da Meia Maratona de Alphaville, mas já teve seus primeiros contatos com a UP: “Já a experimentei em treinos de força e percebi que tem uma compressão bem bacana”.

Belo cenário da Meia Maratona de Alphaville (Divulgação)

A segunda-feira é o “dia oficial” de contar aos amigos como foi a corrida do fim de semana, e nada melhor que um relato sem dores pós-prova.

Assista à prévia da Meia de Alpha-2018:

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.