São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Basquete 21/04/2015

NBB: ‘sobrevivente’, Mogi começa a vender ingressos para quartas de final

Por Esportividade
Mogi x Macaé (Cleomar Macedo/Divulgação)

Mogi x Macaé (Cleomar Macedo/Divulgação)

Só existe um time da região metropolitana de São Paulo nas quartas de final do NBB 7: o Mogi das Cruzes/Helbor. Os demais, os “três pês”, Palmeiras, Paulistano e Pinheiros, foram eliminados nas oitavas de final. Os mogianos começaram nesta terça-feira, dia 21, a venda de ingressos para as partidas desta semana contra o Macaé Basquete.

Os bilhetes são comercializados até as 16h desta terça-feira na bilheteria do ginásio Professor Hugo Ramos. Na quarta-feira, a bilheteria funcionará das 13h às 19h; na quinta-feira, dia do primeiro duelo, se ainda houver ingresso, a venda será feita a partir das 14h e continuará até o horário da partida (20h) ou até os ingressos se esgotarem.

Os ingressos de arquibancada custam R$ 10, mas estudantes, idosos, professores e pessoas com deficiência pagam meia-entrada. Crianças de até 12 anos não pagam, mas elas precisam retirar o ingresso acompanhada pelos responsáveis. Ingressos de tribuna de honra custam R$ 30; de camarote, R$ 60. Quem é sócio-torcedor não precisará comprar ingresso e pegar fila, pois a entrada e o bilhete já estão garantidos.

Sócio-torcedor

Para fazer a carteirinha de sócio-torcedor mogiano, basta acessar o site mogi.eusoutorcedor.com.br. Há planos para a torcida organizada, infantil (até 12 anos), especial (de 13 a 21 anos e acima de 60), adulto e para as áreas da tribuna de honra e camarote (na quadra). Para empresas e famílias os pacotes têm desconto de 10%.

Os valores variam de R$ 14,90 por mês a R$ 29,90 (de acordo com a categoria). Para tribuna de honra a mensalidade é de R$ 119,90, dando direito a pipoca, refrigerante e água à vontade, e para o camarote é de R$ 249,90, também com pipoca, refrigerante e água. Na mensalidade já está incluído o valor do ingresso.

Os jogos estão marcados para quinta-feira, dia 23, às 20h, e sábado, 25, às 21h20, ambos contra o Macaé. Depois o Mogi das Cruzes/Helbor viaja para o Rio de Janeiro para até duas partidas lá.

Campanhas

O Mogi das Cruzes teve o direito de não participar das oitavas de final por ter sido o quarto colocado na fase de classificação do NBB 7 e, assim, garantido diretamente vaga nas quartas de final, nas quais enfrenta o Macaé Basquete.

Semifinalista do NBB 6, o Mogi, dirigido pelo espanhol Paco García, desta vez não sofreu para avançar aos playoffs. Fez uma sólida primeira fase, em que obteve 21 vitórias em 30 jogos. O norte-americano Shamell, ex-jogador do EC Pinheiros, é o grande destaque mogiano nesta temporada. Ele começou as quartas de final com média de 20,17 pontos por partida, a mais alta do NBB 7.

Para o clube paulistano foram quatro jogadores que defenderam o Mogi na temporada anterior, mas este contratou muito bem. Assinaram contrato, por exemplo, o ala/pivô Tyrone Curnell, ex-Palmeiras, o pivô Gerson, que estava no basquete universitário norte-americano, e o armador Elinho, ex-Minas.

O Macaé tenta ser o que o Mogi foi na edição anterior: a grande surpresa. Assim como o time mogiano no NBB 6, foi o 12º colocado na fase inicial e passou às quartas de final. A equipe fluminense superou o Minas, quinto colocado, por 3 a 1 na série.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.