São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
MMA 18/12/2014

Palmeirenses vão ao treino aberto do UFC para estar de novo no Allianz Pq.

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Antônio "Cara de Sapato" treina no Allianz Parque (Andrei Spinassé/Esportividade)

Antônio “Cara de Sapato” treina no Allianz Parque (Andrei Spinassé/Esportividade)

O treino aberto do UFC no Allianz Parque serviu na manhã desta quinta-feira, 18 de dezembro de 2014, para mostrar aos promotores do campeonato norte-americano de MMA uma das possibilidades de uso do estádio, a do anfiteatro. Serviu também para palmeirenses ficarem mais um pouco, talvez pela última vez em 2014, no novo estádio.

Entre os (poucos) convidados estava Renan Bertaglia. “Vim mais pelo estádio em si que pelo evento do UFC”, admitiu o xará de Barão, que também esteve nos jogos do Palmeiras contra o Sport e o Atlético-PR. O treino aberto não é dos eventos mais emocionantes, pois se trata mais de uma oportunidade para a imprensa registrar os lutadores dois dias antes de irem ao octógono.

Mesmo sendo são-paulino, Gabriel Cruz gostaria de ver o campeonato de MMA no estádio palmeirense, inaugurado em novembro. “Isso é só uma prévia do que pode ser o evento aqui. Se vier ao Allianz Parque, será bem legal”, disse o estudante de jornalismo.

Área multiuso do anfiteatro recebeu mesas no treino aberto (Esportividade)

Área multiúso do anfiteatro recebeu mesas no treino aberto (Esportividade)

O anfiteatro, que nada mais é que um modo de uso do estádio, em que o público se concentra nas arquibancadas e nos camarotes que ficam atrás do gol “da avenida Francisco Matarazzo”, pode receber, segundo a construtora WTorre, 12 mil pessoas, todas elas em assentos cobertos. No entanto, a área atrás desse gol, em que existe grama sintética instalada sobre concreto, não é muito grande. De acordo com o site do estádio, ali é possível ser erguido um palco de até 450 m², área um pouco maior que a de uma quadra da NBA, que tem cerca de 436 m². Mas, se um evento tiver de usar uma área maior que essa, é possível a utilização do gramado após os devidos cuidados.

Lyoto Machida gostaria de lutar no estádio completo. “Quem sabe o UFC não venha para um evento maior em 2015. Quero participar disso. A torcida seria mais um [lutador] dentro do octógono”, afirmou o adversário do norte-americano CB Dollaway neste fim de semana em Barueri.

Questionada sobre a possibilidade de o UFC realizar um evento no Allianz Parque em 2015, a assessoria de imprensa da WTorre afirmou ainda não haver uma definição sobre isso, pois o campeonato norte-americano ainda avalia tecnicamente a viabilidade de uma noite de lutas lá. Mas o fato de a WTorre ter buscado a realização do treino aberto lá simboliza a vontade da construtora de contar com o UFC no próximo ano.

Quem foi ao treino aberto do UFC no Allianz Parque em geral ganhou convite por ter camarote lá ou trabalhar em empresa que possui um.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.