São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Vida em movimento 15/10/2013

Perturbe o equilíbrio com o exercício

Por Aline Chrispan

Um dos fatores mais desafiantes para o equilíbrio corporal não é a doença, mas sim a atividade física diária. O exercício pode ser definido como qualquer atividade muscular capaz de gerar força, perturbando, assim, o equilíbrio. A interferência ocorre porque o músculo exercitado precisa de combustível estável que é produzido por meio de oxigênio, glicose, gordura e, às vezes, proteína.

De modo geral, a glicose e os ácidos graxos (gorduras) são os responsáveis por manter o corpo em exercício. Após 30 minutos de prática contínua, a concentração de ácidos graxos no sangue aumenta significativamente, mostrando que as gorduras são de fato utilizadas.

Em geral, exercícios de baixa intensidade utilizam gorduras principalmente, enquanto os de alta intensidade utilizam glicose (proveniente dos carboidratos). Cada tipo e intensidade de exercício vai utilizar uma mistura de combustível, ora priorizando um, ora outro. Após o término do exercício, o corpo precisa voltar ao equilíbrio e, para tanto, também utiliza uma certa demanda de energia.

Gasto calórico

Quem quer perder peso normalmente tem dúvidas sobre essa utilização energética, mas o mais importante é manter o exercício constante e adequado com o condicionamento pessoal, lembrando que a conta para emagrecer é baseada no gasto calórico total. Emagrece quem gasta mais do que ingere e mantém o peso quem ingere e gasta em equilíbrio. No mais, o exercício regular ajuda no controle hormonal e de outros fatores que influenciam na saúde.

Saiba mais

O gasto calórico em uma atividade física é baseado no consumo de oxigênio (O2), que é uma medida da respiração celular e normalmente mensurada em litros de O2 por minuto.

O consumo máximo de oxigênio reflete a capacidade do indivíduo em realizar exercícios aeróbios. É por meio de seu consumo que calculamos o gasto calórico e, por isso, pode variar de acordo com a capacidade de cada um.

Confira o gasto calórico médio, por hora, de algumas atividades:

• Caminhada 5 km/h: 237 calorias
• Corrida 8 km/h: 576 calorias
• Hidroginástica: 288 calorias
• Nadar: 504 calorias
• Tarefas domésticas (todas de uma vez): 252 calorias
• Dança: 345 calorias

Sobre Aline Chrispan

É educadora física, especialista em fisiologia do exercício pela Unifesp e mestranda em ciências da saúde (Fundação Antônio Prudente). À frente da assessoria esportiva Oficina do Movimento, coordena projetos de qualidade de vida em empresas e condomínios. Nesta coluna, abordará temas que envolvam saúde e bem-estar, incentivando a adoção do movimento como forma de se viver bem. Acesse o site e saiba mais sobre a Oficina do Movimento: www.oficinadomovimento.com.br.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.