São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Automobilismo 13/01/2016

Piloto faz campanha por corrida da Fórmula E no Ibirapuera; veja traçado

Por Esportividade
Circuito do Ibirapuera (Reprodução)

Circuito do Ibirapuera (Reprodução)

Imagine uma corrida de carros elétricos em um dos lugares mais bonitos de São Paulo, o parque do Ibirapuera. Isso é certamente um desejo da maioria dos fãs paulistanos de automobilismo. Essa ideia foi defendida por um deles, o piloto da Fórmula E Lucas di Grassi, que até imaginou como seria o traçado.

O desenhado por Lucas conta com 2.105 metros de extensão, dez curvas e sentido anti-horário. A reta de largada é a avenida Pedro Álvares Cabral, em frente à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (sentido avenida Brasil); em seguida, é feito o contorno do monumento às Bandeiras, no encontro com a avenida República do Líbano.

Já dentro do parque, os carros fariam o contorno do lago (ao lado da avenida República do Líbano) em uma longa e veloz curva à esquerda, concluída com um “cotovelo” também à esquerda; iriam pela pista de caminhada, ainda nas proximidades do lago, até a saída, retornando à Pedro Álvares Cabral.

Lucas di Grassi corre na Fórmula E (Duda Bairros/P1 Media Relations)

Lucas di Grassi corre na Fórmula E (Duda Bairros/P1 Media Relations)

Questionado sobre onde seria bom haver uma prova da categoria, ele disse: “São Paulo, por ser a maior cidade do país, no parque do Ibirapuera, que é o coração verde da cidade, onde as pessoas praticam atividades físicas e há um belíssimo cenário. Além disso, há a total possibilidade prática de se fazer uma pista para a Fórmula E correr lá”.

A Fórmula E fez recentemente uma etapa em Punta del Este, no Uruguai, onde Lucas foi o segundo colocado. E corre em Buenos Aires, na Argentina, em 6 de fevereiro. É o mais perto que a categoria chega do Brasil. Um quadro que, de acordo com o piloto da ABT Schaeffler Audi Sport, tem tudo para mudar.

Na capital paulista, veículos elétricos e híbridos estão isentos do rodízio municipal desde 2015 e têm 50% de desconto no IPVA. O governo federal zerou o Imposto de Importação para os automóveis movidos unicamente a eletricidade ou hidrogênio. “Uma corrida da F-E acontecendo no Brasil seria mais um estímulo para a importação e a produção desses carros e seu uso nas cidades. É a única maneira que vejo de os grandes centros combaterem com mais eficiência os altos índices de poluição que ainda são gerados pelos veículos a combustão.”

Assista a um vídeo do evento de 2008 com Nelsinho Piquet:

A mais recente vez que São Paulo recebeu uma corrida de rua automobilística foi a São Paulo Indy 300 de 2013, no circuito do Anhembi. Mas em 2008 a avenida Pedro Álvares Cabral sediou a demonstração Renault Roadshow, e na ocasião o paulistano pôde sentir como é ver carros correndo no Ibirapuera.

A vantagem da Fórmula E é que tudo é realizado no mesmo dia: o evento só interditaria totalmente as vias da região no próprio sábado da competição. A montagem da pista pode ser feita aos poucos, com interdição de uma faixa, por exemplo.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.