São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Saiba quais são os parques preferidos dos leitores para a prática de corrida

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Os leitores do Esportividade escolheram de 19 de junho a 19 de julho de 2015 os melhores parques de São Paulo para a prática de corrida. Cada visitante tinha de optar por seu parque preferido de cada região da capital paulista.

Embora cinco regiões tenham sido delimitadas, seis foram vencedores, já que em uma delas houve um empate. A partir de agora, o Esportividade publicará reportagens sobre os seis campeões com a perspectiva do corredor. Antes disso, saiba quais foram os medalhistas de ouro.

Zona oeste

Parque Villa-Lobos (Diego Cavichiolli Carbone)

Parque Villa-Lobos (Diego Cavichiolli Carbone)

O parque Villa-Lobos, com 48,7% dos votos, liderou a votação da zona oeste e superou a Cidade Universitária (39,5%), que, embora não seja um parque propriamente dito, é um dos “corações” da corrida de rua paulistana. O que mais chama atenção no Villa-Lobos é a variedade de percursos (planos) possíveis e de ambientes.

Resultado final:
Parque Villa-Lobos: 48,7%
USP – Cidade Universitária: 39,5%
Parque do Povo: 10,5%
Parque da Água Branca: 1,3%
Parque Alfredo Volpi: 0%

Zona norte

Parque Estadual Alberto Löfgren, o Horto Florestal (Secretaria do Meio Ambiente)

Parque Estadual Alberto Löfgren, o Horto Florestal (Secretaria do Meio Ambiente)

O Horto Florestal confirmou hegemonia na zona norte e não foi ameaçado em momento algum da votação. Mas a disputa pelo vice-campeonato foi acirrada, e o parque da Juventude, no Carandiru, superou o do Trote, na Vila Maria, por poucos votos. Embora seja difícil encontrar lá percursos planos, o Horto oferece aos corredores uma bela paisagem no pé da serra da Cantareira.

Resultado final:
Horto Florestal: 36,6%
Parque da Juventude: 21,1%
Parque do Trote: 18,3%
Parque Cidade Toronto: 12,7%
Parque da Cantareira (núcleo Pedra Grande): 11,3%

Zona sul

Parque do Ibirapuera (SPTuris)

Parque do Ibirapuera (SPTuris)

A maior “lavada” ocorreu na zona sul. O parque do Ibirapuera obteve 82,4% dos votos e ficou bastante à frente do segundo colocado, o da Independência, que recebeu 9,4%. O Ibirapuera é o mais famoso parque paulistano e, por ser amplo, não dá sensação de monotonia em treinos longos. Além disso, em um dia em que não quiser treinar no asfalto, o atleta pode aventurar-se pelos caminhos de terra.

Resultado final:
Parque do Ibirapuera: 82,4%
Parque da Independência: 9,4%
Jardim Botânico: 5,9%
Parque Burle Marx: 2,4%
Parque Ecológico Guarapiranga: 0%

Centro

Parque da Aclimação (vcheregati)

Parque da Aclimação (vcheregati)

A região central da cidade foi a mais surpreendente da eleição. Enganou-se quem pensou que o parque da Aclimação seria hegemônico. Empatou com o Centro Esportivo Tietê, o qual foi inaugurado pela prefeitura há menos de um ano, em setembro de 2014, no mesmo lugar onde ficava o Clube de Regatas Tietê. A área de grama sintética do CE Tietê, mesmo local onde o São Paulo Futebol Clube mandava jogos no início dos anos 1930, tem sido usada por atletas de diversas modalidades, de CrossFit a futebol americano. Os corredores também a utilizam e, pelo jeito, têm gostado de lá.

Centro Esportivo Tietê (Divulgação)

Centro Esportivo Tietê (Divulgação)

Resultado final:
Centro Esportivo Tietê: 37,7%
Parque da Aclimação: 37,7%
Parque da Luz: 14,5%
Parque Buenos Aires: 10,1%

Zona leste

Corrida no parque do Carmo (Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação)

Corrida no parque do Carmo (Sérgio Shybuia/MBraga Comunicação)

Após um mês inteiro de disputa intensa entre parques do Carmo e Ecológico do Tietê, o do Carmo foi o campeão. É como se fosse o Ibirapuera da zona leste por ser grande e propiciar aos corredores diversas opções conforme o gosto e o momento de cada um. Já o Ecológico do Tietê é mais “off-road”.

Resultado final:
Parque do Carmo: 37%
Parque Ecológico do Tietê (núcleo Engenheiro Goulart): 33,7%
Ceret: 21,7%
Parque do Piqueri: 6,5%
Parque Vila do Rodeio: 1,1%

Leia também sobre dois dos melhores parques:
Prefeitura ignora parte importante da história de Corinthians e São Paulo
PET volta a ser Ceret, e esporte ainda é protagonista do parque paulistano

Avaliação do Esportividade sobre o Circuito Popular:
Circuito Popular de São Paulo evolui, mas ainda peca em pontos básicos

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.