São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Futebol 30/10/2014

Com laudos ainda em falta, Palmeiras deve ter de adiar estreia no Allianz Pq.

Por Esportividade
Primeiro treino do Palmeiras no Allianz Parque (Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Primeiro treino do Palmeiras no Allianz Parque (Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Os palmeirenses que esperavam assistir ao primeiro jogo do time no Allianz Parque em 8 de novembro ficarão frustrados depois de lerem esta notícia. Segundo a Federação Paulista de Futebol, ainda faltam laudos técnicos para o estádio ser liberado para partidas. Na impossibilidade de jogar lá contra o Atlético-MG, o Palmeiras vai atuar no Pacaembu – como faz desde que o Palestra Itália fechou para obras, em julho de 2010.

“De acordo com o coronel Marcos Marinho, diretor do departamento de Segurança e Prevenção nos Estádios, por falta de laudos técnicos, conforme determina o Estatuto do Torcedor, o Allianz Parque ainda não está liberado para partidas de futebol”, diz a assessoria de imprensa da FPF.

Os laudos técnicos são: de prevenção e combate a incêndio; de segurança (PM); de condições sanitárias e de higiene; de vistoria de engenharia.

O primeiro jogo oficial no Allianz Parque deve ficar, então, para o dia 19 de novembro, quarta-feira, quando, às 22h, o Palmeiras vai enfrentar o Sport.

Mesmo assim, ainda vai existir uma dúvida. Em 25 e 26 de novembro, Paul McCartney fará shows no Allianz Parque, e Palmeiras x Sport só ocorrerá no local se houver depois disso tempo hábil para a montagem da estrutura do espetáculo do músico inglês.

O Palmeiras, que ainda não deu informações sobre venda de ingressos para a partida contra o Atlético-MG, treinou nesta quinta-feira, 30 de outubro, pela primeira vez no Allianz Parque.

Palmeirenses pela primeira vez no vestiário do Allianz Parque (Cesar Greco/Ag.Palmeiras)

Palmeirenses pela primeira vez no vestiário do Allianz Parque (Cesar Greco/Ag.Palmeiras)

O zagueiro Nathan recordou-se com muito carinho do antigo estádio. “Tenho dois jogos marcantes no antigo Palestra Itália. Na final do Paulista de 2008, quando vencemos a Ponte Preta por 5 a 0, e também contra o Atlético-MG, quando o Corinthians caiu para a Série B. Nós não fomos para a Libertadores, mas o Corinthians foi rebaixado. Isso marcou muito para mim porque a torcida comemorou bastante”, disse. “Eu estive também na final da Libertadores de 1999 com meu pai e meu irmão. Tenho os ingressos guardados em casa.”

O jovem jogador, 19 anos, não vê a hora de jogar no Allianz Parque, que poderá receber 43,6 mil pessoas. “Imagine o estádio com 40 mil pessoas? A gente fica ansioso e espera chegar a hora do jogo. Dá uma ansiedade bem grande. É meu sonho desde quando entrei no Palmeiras; sempre imaginei jogar no Palestra. E, agora, é mais um sonho que tenho para realizar”, afirmou.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.