São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Sem Flávia, mas com Daniele e Jade: veja quem representa o Brasil no Ibira

Por Esportividade
Jade Barbosa e Daniele Hypolito (Ricardo Bufolin/CBG)

Jade Barbosa e Daniele Hypolito (Ricardo Bufolin/CBG)

Apesar da ausência da jovem Flávia Saraiva, que foi a estrela da etapa brasileira da Copa do Mundo de ginástica artística de 2015, outras duas ginastas muito conhecidas pelo torcedor participarão do evento de 20 a 22 de maio de 2016 no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP): Daniele Hypolito e Jade Barbosa (esta como hors-concours nas barras assimétricas).

“Mais uma vez, esse momento será importante para a experiência que as mais jovens vão adquirir. Além disso, é uma forma de o brasileiro conhecer ainda mais a ginástica e as nossas atletas”, comentou a coordenadora da seleção de ginástica artística da Confederação Brasileira de Ginástica, Georgette Vidor.

A coordenadora explicou ainda o motivo da ausência de Flávia Saraiva, um dos principais nomes da ginástica artística neste momento. “O foco da Flávia é a preparação olímpica. Já fez muitas competições neste ano e precisa cumprir um planejamento. Nós temos ainda de testar outras ginastas. Mesmo sem competir, ela irá ao ginásio para prestigiar a torcida”, disse.

Os homens convocados são Arthur Nory Mariano, Arthur Zanetti, Caio Souza, Diego Hypolito, Francisco Barretto Júnior e Sérgio Sasaki. Henrique Medina e Lucas Bitencourt serão hors-concours, ou seja, se apresentam sem concorrer a medalhas.

Aparelhos

Arthur Nory Mariano (prata no individual geral na etapa da Copa do Mundo da Escócia) faz as provas de solo, salto e barra fixa; Arthur Zanetti, a das argolas (ouro no evento-teste dos Jogos Olímpicos); Caio se apresenta no cavalo com alças e nas paralelas; e Diego, no solo (ele foi ouro nas etapas da Copa do Mundo do Qatar e da Alemanha); Francisco faz argolas e paralelas. Para fechar, Sasaki estará no cavalo com alças, salto e barra fixa.

No feminino, Carolyne compete no solo; Daniele, no solo, no salto e na trave; e Lorrane Oliveira, nas barras assimétricas. Já Rebeca busca medalhas nas barras assimétricas (bronze no evento-teste dos Jogos Olímpicos), além de fazer trave.

Comentários


  • Renata de Sá disse:

    0/. Eu vou!!!!!

  • Christine disse:

    Muito bacana!

  • Deixe seu comentário


    Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.