São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Automobilismo 02/10/2014

Veja fotos e entenda as obras que são feitas no autódromo de Interlagos

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Obras na entrada dos boxes (Andrei Spinassé/Esportividade)

Obras na entrada dos boxes (Andrei Spinassé/Esportividade)

O autódromo de Interlagos está fechado desde a metade de julho de 2014. Só será reaberto para os carros de competição em 7 de novembro, dia dos primeiros treinos da Fórmula 1. E já na primeira volta de reconhecimento da pista eles vão experimentar uma novidade: a nova entrada dos boxes, mais longa e segura e com uma chicane. Um muro em terra armada (que é visto à direita na foto acima) foi construído para que se ampliasse a plataforma disponível. Não haverá mais a quina (à esquerda na foto, após os trabalhadores) que era considerada um perigo iminente.

Só faixa de rodagem é de asfalto agora (Andrei Spinassé/Esportividade)

Só faixa de rodagem é de asfalto agora (Andrei Spinassé/Esportividade)

Diante das garagens, a faixa de concreto é bem mais larga agora. Foi feita toda uma preparação do solo para que, durante a completa reestruturação dos boxes, que será feita em 2015, o terreno possa receber equipamentos pesados. A estrutura pré-fabricada, feita em 1989/1990, será desmontada para ganhar novo pé-direito, por exemplo. A área traseira (paddock) será ampliada, e as equipes não precisarão mais improvisar salas de trabalho, porque haverá mais permanentes disponíveis. Atualmente já existem, mas não são suficientes.

S do Senna e saída dos boxes (Andrei Spinassé/Esportividade)

S do Senna e saída dos boxes (Andrei Spinassé/Esportividade)

A saída dos boxes também foi mudada. Acompanha o S do Senna mais à esquerda, o que permite criação de uma área de escape maior na segunda perna da famosa curva. Toda a pista passa por recapeamento, o que não era feito desde 2007.

Área onde ficarão boxes auxiliares em obras  (Andrei Spinassé/Esportividade)

Área onde ficarão boxes auxiliares em obras (Andrei Spinassé/Esportividade)

A SPObras, uma empresa da Prefeitura de São Paulo vinculada à Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, coordena também a preparação do terreno onde vão ser construídos os boxes auxiliares, que serão os únicos disponíveis por boa parte de 2015 (a partir do fim de abril). Na foto acima, a área é aquela onde as escavadeiras trabalham. Para segurar a terra também é criado um muro de contenção.

Kartódromo recapeado (Andrei Spinassé/Esportividade)

Kartódromo recapeado (Andrei Spinassé/Esportividade)

O kartódromo, inaugurado em 1970, também recebeu nova camada asfáltica. No Bico do Pato do autódromo, foi feita uma área asfaltada cortando a curva, o que pode servir como um trecho de serviço ou também como uma variante para motociclistas caso estes a aprovem.

Muro de terra armada (SPObras)

Muro em terra armada (SPObras)

Serão gastos R$ 47.006.799,41 nessa fase. A Equipav Engenharia foi contratada por R$ 37.409.492,83 para a “execução de obras e serviços de recapeamento da pista e ‘pit lane’ e obras complementares”. A Construtora Progredior receberá R$ 4.917.230,51 pela “execução das obras e serviços de adequação às normas de acessibilidade”. A Japy Engenharia e Comércio (R$ 4.680.076,07) ficará encarregada da “execução de obras e serviços de reforma e adequação das instalações permanentes”.

Desse quantia, somente a manutenção das instalações permanentes será paga com dinheiro da prefeitura; o restante, com o que foi disponibilizado ao autódromo por meio do PAC Turismo federal. A previsão é que deste sejam gastos mais R$ 105 milhões com as obras de 2015.

Leia também:
Até metade de abril-2015, Interlagos recebe só 2 eventos automobilísticos
Entrada dos boxes de Interlagos será alterada; confira mais modificações

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.