São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Tênis de mesa 04/05/2016

Você vai poder jogar tênis em uma das mesas olímpicas… Em São Paulo

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Cazuo Matsumoto (CBTM)

Cazuo Matsumoto (CBTM)

Imagine se você pudesse jogar tênis em uma mesa repleta de histórias olímpicas. Pode ter sido até mesmo aquela em que a medalha de ouro foi decidida. Isso será realidade ao fim da Olimpíada e da Paraolimpíada do Rio de Janeiro. Mesas olímpicas virão à cidade de São Paulo graças a uma parceria entre a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) e a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação (Seme).

A informação foi dada pelo novo secretário, José de Lorenzo Messina, em entrevista exclusiva concedida ao Esportividade no início desta semana. “É um caso bastante importante, porque os equipamentos que serão usados na Olimpíada para o tênis de mesa são extremamente caros. O preço de uma mesa olímpica é dez vezes [maior que o de uma comum], já que são todas importadas. Conseguimos com a CBTM que eles nos doem certa parte das mesas que serão usadas no Rio-2016. Elas virão para São Paulo. Será uma doação. Uma das mesas será instalada no Centro Esportivo Tietê.”

Thiago Monteiro (CBTM)

Thiago Monteiro (CBTM)

A parceria envolve dez centros esportivos municipais. Com o acordo, a CBTM será responsável por fornecer material e por treinar os professores, enquanto a secretaria pagará o salário dos educadores e cederá os espaços. Segundo o presidente da CBTM, Alaor Azevedo, a meta é ter em torno de mil alunos treinando nos CEs. “Agora estamos na fase de escolher os dez centros, que serão indicados pela secretaria, de contratar os treinadores e de comprar o material”, disse o dirigente em um comunicado.

A doação de mesas olímpicas para São Paulo é um dos primeiros legados olímpicos dos Jogos de 2016 na cidade. A Arena Corinthians, em Itaquera, será o estádio paulistano em que serão disputados jogos de futebol olímpicos. E, de acordo com o compromisso firmado pela prefeitura com o Comitê Rio-2016, a administração municipal arcará unicamente com custos relacionados à execução de serviços públicos que já são de sua competência.

Para viabilizar o custeio de eventuais gastos com adaptações da Arena Corinthians, a prefeitura vai autorizar a projeção de imagens de caráter informativo sobre os jogos e de marcas de patrocinadores em 20 pontos públicos da cidade por 30 dias.

Nesta semana o guia Esportividade publica reportagens com as novidades contadas pelo secretário José de Lorenzo Messina na entrevista. Confira o calendário dos textos:

3.mai: Circuito Popular de corrida
4.mai: Legado olímpico em São Paulo
5.mai: Como será a Virada Esportiva-16
6.mai: Secretaria de agora ao fim do ano

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.