São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Volta à fase Amarela define fim de 2020 das corridas e Virada Esportiva cancelada

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Curva do Theatro Municipal de São Paulo (Esportividade)

Observação (feita às 13h41 de 9 de dezembro): um novo edital será necessário em 2021: Prefeitura de São Paulo cancela Virada Esportiva; novo edital fica para 2021.

Observação (feita às 7h44 de 3 de dezembro): os parques municipais não tiveram horário modificado com o regresso da cidade de São Paulo à fase Amarela.

Observação (feita às 8h01 de 2 de dezembro): a Prefeitura de São Paulo permitiu que setores autorizados na fase Verde, como cinemas, possam continuar a funcionar na Amarela, mas com as regras desta; e em 2020 não haverá mesmo Virada Esportiva.

A decisão do governo estadual paulista de passar todo o estado para a fase Amarela, a terceira, do Plano São Paulo, o de retomada gradual da economia em meio à pandemia de covid-19, definiu o destino de eventos esportivos participativos na cidade de São Paulo em 2020: eles não poderão ser realizados.

A Virada Esportiva de 2020, que estava prevista já para os dias 5 e 6 de dezembro, terá de ser cancelada. Apesar de todos os sinais de que esse cancelamento se tornaria necessário, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer deu sequência aos trâmites legais da 14ª edição até a semana passada e até publicou os projetos aprovados, devido aos quais repassaria quase R$ 3 milhões a organizações da sociedade civil. A pasta vai se manifestar nas próximas horas sobre a impossibilidade da Virada-2020.

A prefeitura da capital paulista, quando a cidade encontrava-se na fase Verde, permitiu a retomada de cinemas; teatros, casas de espetáculo e similares; museus, galerias e similares; bibliotecas; eventos (exceto festas); equipamentos culturais multifuncionais. Para essas atividades continuarem permitidas na cidade durante a fase Amarela, uma nova autorização terá de ser dada pelo governo municipal. No Plano São Paulo, existe uma menção à “proibição de atividades com público em pé” na fase Amarela.

A elevação dos números de infectados, hospitalizados e mortos pela covid-19 motivou o Centro de Contingência a recomendar ao governo estadual uma reclassificação com o objetivo de tentar conter a proliferação do novo coronavírus.

Os estabelecimentos ficam com capacidade limitada a 40%, podendo funcionar até dez horas por dia (até as 22h). Se houver progressão de fase de uma região, só será anunciada em 4 de janeiro de 2021, mas uma possível regressão pode se dar ainda em dezembro.

Leia também:
Em 2020, corridas foram reduzidas em 87% (ou mais) na cidade de São Paulo

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste site jornalístico.