São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 07/07/2020

2020 vira ‘ano perdido’ das corridas; Iguana transfere calendário para 2021

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Descida da 23 de Maio na SP City Marathon (Esportividade)

Observação (feita às 16h41 de 8 de julho): agora é oficial: São Paulo fica sem Corrida Mulher-Maravilha em 2020, e Yescom informa nova data.

Observação (feita às 16h39 de 8 de julho): a Norte MKT Esportivo também começou a adiar seus eventos do segundo semestre de 2020.

Cada vez mais, a sensação é a de “ano perdido” para as corridas de rua em São Paulo. A proibição de eventos, uma tentativa de não ampliar a proliferação do novo coronavírus a partir de meados de março, resulta em uma crise sem precedentes para as empresas organizadoras, cujo calendário de 2020 aos poucos é transferido para 2021.

A Iguana Sports acabou de confirmar que não fará mais nenhuma prova neste ano. A Yescom já adiou para 2021 a maior parte de seus eventos de 2020, restando ainda a Corrida Mulher-Maravilha (22 de novembro), por exemplo, que tende a ser postergada também. Já não há mais nenhuma prova da TF Sports em São Paulo antes de outubro.

A Corrida Internacional de São Silvestre de 2020 é uma incógnita, mas certamente não poderá ser realizada no modelo tradicional. Há algumas possibilidades, como prova presencial para atletas de elite e virtual para amadores e até o cancelamento total.

Avenida 23 de Maio é percorrida pelos atletas da SP City Marathon (Esportividade)

A edição de 2020 da SP City Marathon, portanto, está oficialmente cancelada, e as inscrições de 2020 serão transferidas pela Iguana para 2021, ano em que o evento está previsto para 25 de julho.

A transferência automática de inscrições para o próximo ano vale também para as outras provas da empresa, como Athenas, Venus 15k e W21k. As datas (de 2021, é claro) serão informadas em breve.

Enquanto isso, a Norte Marketing Esportivo, considerada a maior empresa organizadora do Brasil, ainda não se manifestou a respeito desse “ano perdido” e mantém venda de inscrições para eventos que claramente não poderão acontecer, como Corrida do Centro Histórico (02/08), Night Run (15/08), Circuito Banco do Brasil (23/08) e Bravus Race (30/08).

Previsões não se confirmam

Participantes da SP City Marathon-2019 na 23 de Maio (Esportividade)

Quando a pandemia de covid-19 começou a resultar em adiamentos, esperava-se que o segundo semestre de 2020 seria repleto de corridas, pois as adiadas se juntariam às já marcadas para esse período. Esse prognóstico não se confirmou, já que o vírus ainda prolifera velozmente no Brasil.

O que está acontecendo agora é uma transferência de boa parte do calendário de 2020 para o ano que vem, o que faz com que as empresas organizadoras desse mercado sobrevivam quase um ano todo, pagando funcionários e demais contas, com pouquíssima entrada de dinheiro.

O “novo normal” das corridas, com adoção de rígido protocolo sanitário, pode ser que não se concretize em larga escala, porque existe chance de a vacina contra a covid-19 ser distribuída antes da realização dos eventos de 2021 aqui mencionados.

Leia também:
Corridas de rua podem ser liberadas só a partir de outubro em São Paulo

Comentários


  • Ainda, falta a S.Silvestre, porém o prefeito supos que a virada na Paulista pudesse ser virtual, e se esqueceu que tem uma corrida no mesmo dia. A Gazeta vai tentar fazer porque é a maior fonte de renda da emissora, no final de Agosto saberemos.

  • Deixe seu comentário