São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Clubes acertam retomada em São Paulo, mas ainda sem academia, piscina e aulas

Por Esportividade

Quadras de tênis do Pinheiros (Marcello Zambrana)

Observação (feita às 15h33 de 3 de julho): a retomada das academias foi antecipada: Academias têm o aval para reabertura já na fase em que cidade de São Paulo está.

Os clubes e a Prefeitura de São Paulo estabeleceram no sábado, 27 de junho, um protocolo sanitário para uma reabertura controlada. Em um primeiro momento, os sócios não terão acesso a atividades coletivas (culturais e esportivas) orientadas por profissionais, quadras poliesportivas, bares, restaurantes, lanchonetes, piscinas, academias e áreas infantis.

A retomada dessas atividades ou áreas dependerá das autorizações governamentais posteriores a cada nova fase do Plano São Paulo, “observados estritamente os protocolos específicos que venham a ser determinados para o funcionamento de cada uma delas, em especial, bares, restaurantes e lanchonetes”.

O prefeito Bruno Covas declarou que as áreas comuns dos clubes já poderiam estar reabertas, porque “em nenhum momento houve qualquer proibição em relação a isso, mas, mesmo assim, preferiram discutir com a prefeitura de que forma fazer isso”.

O Esporte Clube Pinheiros, por exemplo, será reaberto em 7 de julho, quando já poderão funcionar bares, restaurantes e lanchonetes, “com um rigoroso protocolo de segurança e saúde para todos os associados e colaboradores”.

“As áreas livres podem ser utilizadas para atividades esportivas e recreação, desde que seguindo os protocolos estabelecidos pelos órgãos públicos e de saúde e orientações que constam nas sinalizações em todos os locais”, diz o ECP.

Segundo o protocolo já publicado pelo governo municipal, “deve ser reforçada [pelos clubes] a importância do uso obrigatório de máscaras por todos os sócios”.

“Todos os associados deverão ser submetidos [na entrada] a uma triagem rápida com o objetivo de identificar possíveis casos suspeitos de covid-19 e efetivar medidas de prevenção e controle em tempo oportuno.”

O Comitê Paralímpico Brasileiro obteve autorização para retomar parcialmente as atividades do Centro Paraolímpico Caixa, na zona sul de São Paulo, a partir de 1º de julho de 2020.

“O CT será reaberto somente para atletas do mais alto rendimento de atletismo, natação e tênis de mesa retornarem aos treinamentos a partir de julho. Os funcionários e demais profissionais que atuam no local diariamente continuarão em isolamento por tempo indeterminado”, afirma o CPB.

Deixe seu comentário