São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Esporte 27/05/2020

É oficial: eventos esportivos ficam no ‘fim da fila’ de retomada em São Paulo

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Corredor de máscara: sem corridas por enquanto (ResproPolska/Pixabay)

Observação (feita às 15h33 de 3 de julho): a retomada das academias foi antecipada: Academias têm o aval para reabertura já na fase em que cidade de São Paulo está.

Está confirmado: os eventos esportivos estão no “fim da fila” do Plano São Paulo, o de retomada das atividades econômicas estaduais. Somente regiões que chegarem à quinta e última fase terão a liberação do governo paulista para permitir eventos que gerem aglomeração. Teatros, cinemas e espaços públicos também estão nessa situação; já as academias poderão ser reabertas na etapa anterior.

O município de São Paulo estará na segunda fase, a de eventuais liberações, a partir de segunda-feira, 1º de junho de 2020, e a progressão de uma etapa para outra só vai ocorrer após duas semanas de sucesso do combate à covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Isso significa que, na melhor das hipóteses, as corridas, por exemplo, só poderão ser retomadas na capital paulista no dia 13 de julho, mas é bastante improvável que esse relaxamento se dê tão rapidamente, podendo ainda haver regressões em caso de uma piora da situação.

No cenário mais otimista possível, as academias de ginástica paulistanas terão condições de ser reabertas em 29 de junho, mas com somente 60% da capacidade e, no máximo, 50% das esteiras e bicicletas ergométricas devem ser usadas (com um distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os equipamentos em uso).

Os outros 38 municípios da região metropolitana de São Paulo ainda estão na primeira fase, a da quarentena atualmente vigente. Há algumas, como a de Bauru, a de Araraquara/São Carlos, a de Presidente Prudente e a de Barretos, que entrarão na terceira já na segunda-feira (1º), em que bares e restaurantes, por exemplo, já terão autorização de reabertura ao público – contanto que cumpram os protocolos definidos.

Quando for autorizada, a retomada das corridas seguirá o protocolo que for aprovado pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde – já apresentado à Prefeitura de São Paulo por organizadores.

Municípios que estiverem nas fases dois, três e quatro poderão flexibilizar alguns setores, mas os prefeitos terão apresentar fundamentação científica para liberação que cite fatores relacionados à cidade.

Deixe seu comentário