São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Futebol 25/10/2014

Ademir ‘trocando de lado’, Marcos ‘na história’, selfies: festa no novo estádio

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Torcedor tira selfie no Allianz Parque (Andrei Spinassé/Esportividade)

Torcedor tira selfie no Allianz Parque (Andrei Spinassé/Esportividade)

O maior evento-teste realizado até agora no Allianz Parque, um jogo de despedida de Ademir da Guia, começou com selfies de torcedores e terminou com bom humor dos ex-jogadores nas entrevistas. Assim que puderam ver de perto o novo estádio do Palmeiras – muitas das 10 mil pessoas pela primeira vez –, elas quase imediatamente fizeram o uso do celular para registrar o momento. Antes mesmo da contemplação vieram os cliques.

Os espectadores convidados puderam ficar atrás do gol “das piscinas” (referência do antigo Palestra Itália) e na lateral oposta aos bancos de reservas. O clima do evento festivo foi mais cordial que o da exibição do filme “12 de Junho de 1993 – O Dia da Paixão Palmeirense”, o primeiro evento-teste do Allianz Parque, em que o presidente Paulo Nobre foi bastante vaiado. Agora recebeu mais aplausos que vaias. A xingada desta vez foi a presidente Dilma Rousseff, que disputa com Aécio Neves o segundo turno da eleição presidencial neste domingo. Ela nem sequer estava no local.

Dentro de campo, o primeiro grande momento foi o pênalti para o time de camisa branca. Ademir da Guia, o homenageado, naturalmente foi o escolhido para cobrá-lo, mas não converteu a chance em gol. Sérgio era o goleiro.

Após a partida, o ex-meia, que, na verdade, parou de jogar profissionalmente em 1977 e já tinha tido uma despedida em 1984, até brincou com o erro: “Era para a bola bater na trave e entrar. Agora vou começar a treinar mais pênalti, porque vamos ver se daqui a um ano novamente trazemos todo esse pessoal para cá para desempatarmos o jogo [3 a 3]”.

Ademir da Guia com a posse de bola  (Andrei Spinassé/Esportividade)

Ademir da Guia com a posse de bola (Andrei Spinassé/Esportividade)

Não demorou muito, no entanto, até que Ademir e outro ídolo palmeirense, Marcos, protagonizassem um grande momento. O pênalti era a favor do time verde, e craque da camisa número 10, branca neste sábado, vestiu uma verde para ser ele de novo o responsável pela cobrança – que foi certeira.

O craque da camisa número 12 não conseguiu evitar o gol de Ademir: “O corpo já não ajuda mais nada. Você quer ir, mas não chega lá”. Gravando um depoimento, o ex-goleiro disse em tom de brincadeira: “Sou o Marcão, o cara que tomou o primeiro gol da arena. Você acha que outro iria tomar gol primeiro que eu? Nem a pau”.

A partida teve momentos inusitados, como quando o árbitro Sálvio Spínola participou voluntariamente de uma jogada. Célio, Reinaldo Xavier, Galeano, Jorginho e Reinaldo marcaram os outros gols.

Do lado de fora do Allianz Parque, o mesmo problema de sempre em São Paulo: os flanelinhas. A reportagem do Esportividade conversou com um que queria R$ 40 para “olhar” o carro. A melhor opção foi deixar o automóvel no shopping West Plaza, cujo estacionamento foi indicado pela organização.

Espectadores antes de a partida começar  (Andrei Spinassé/Esportividade)

Espectadores antes de a partida começar (Andrei Spinassé/Esportividade)

O primeiro jogo oficial no Allianz Parque, que custou à WTorre R$ 630 milhões, deve acontecer daqui a duas semanas, em 8 de novembro. Mas ainda não houve alteração na tabela do Campeonato Brasileiro: Palmeiras x Atlético-MG continua marcado para o Pacaembu. Cabe ao Palmeiras solicitar até esta quarta-feira uma alteração de local de disputa da partida.

Leia também:
Allianz Parque: fotos com vista que o torcedor terá de diferentes pontos
Torcedor vai ter surpresas no Allianz Parque; confira já algumas delas
Passo a passo do torcedor no Allianz Parque, novo estádio do Palmeiras

Deixe seu comentário