São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 05/07/2021

Aceleração da vacinação não leva à volta imediata do interesse por corridas de rua

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Avenida 23 de Maio é percorrida por corredores (Esportividade)

Apesar de junho de 2021 ter sido um mês de aceleração da vacinação contra a covid-19 no Brasil, esse ritmo ainda não chegou às corridas de rua. Dados do Google Trends deixam claro que a recuperação do setor não teve início. As buscas no Google por palavras-chave como “corrida de rua” e “maratona” têm mantido certo nível desde março de 2020, quando foi deflagrada a pandemia. Não houve, até agora, um aumento expressivo ou uma verdadeira tendência de alta.

Em contrapartida, “corrida virtual” era uma expressão pouco buscada no Google antes de março de 2020. Chegou à melhor marca no fim de setembro de 2020 e, desde então, tem variado, mas sem alcançar o mesmo patamar.

Existe uma explicação para esse ainda pequeno engajamento dos corredores: por mais que a imunização dê sinais promissores, isso ainda não é o suficiente para os organizadores poderem assegurar a realização de eventos presenciais nos próximos meses.

Embora haja mais otimismo no mercado, as empresas têm sido muito mais cautelosas que no início da pandemia de covid-19, quando muitas delas acreditavam que a situação já estaria resolvida no segundo semestre de 2020. É por isso que pouquíssimas provas presenciais foram lançadas, especialmente no estado de São Paulo, em junho de 2021.

Agosto e setembro de 2021 serão os meses-chave: se a tendência de redução de indicadores se mantiver e se o calendário de vacinação se confirmar, será possível crer em uma retomada efetiva no último trimestre de 2021, existindo até chances de a 96ª Corrida Internacional de São Silvestre acontecer em 31 de dezembro deste ano.

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 100 milhões de brasileiros já foram vacinados com ao menos uma dose – a vacina da Janssen é de dose única. “A meta é vacinar 160 milhões de pessoas até o fim de 2021”, diz o governo federal. O percentual de totalmente imunizados, porém, é baixo: de acordo com o consórcio de veículos de imprensa, de menos de 13%.

Confira gráfico para “corrida de rua” no Google:

Deixe seu comentário