São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Tênis 15/09/2014

Copa Davis: sucesso brasileiro fora da quadra é menor que dentro dela

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Torcedores nas arquibancadas do ginásio do Ibirapuera no domingo de classificação (Marcello Zambrana)

Torcedores nas arquibancadas do Ibirapuera no domingo de classificação (Marcello Zambrana)

Dentro de quadra, o Brasil conquistou grande vitória sobre a Espanha e classificou-se para o Grupo Mundial da Copa Davis de tênis de 2015. Fora dela, alguns problemas afetaram quem foi ao ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, de 12 a 14 de setembro de 2014. O que mais chamou atenção foi o desligamento do placar por mais de um set durante o quarto jogo, o entre Thomaz Bellucci e Roberto Bautista Agut. Quando a falha dos telões que exibem os pontos aconteceu, ouviam-se espectadores gritando “liga o placar”. O único dia em que o sistema funcionou perfeitamente foi o sábado, pois na sexta-feira se mostrou bastante instável e no domingo houve essa pane.

“Os jogos foram maravilhosos, mas a organização deixou a desejar”, resumiu Márcio Hirata, agrônomo em Brasília. “O placar falhou na sexta-feira e hoje. Alguém que não entende de tênis e não está muito focado não consegue acompanhar o jogo sem o placar.”

Thomaz Bellucci vibra em jogo contra Bautista Agut (Cristiano Andujar)

Thomaz Bellucci vibra em jogo contra Bautista Agut (Cristiano Andujar)

Márcio ainda mencionou ter tido de procurar uma lan house para reimprimir os ingressos comprados pela internet, pois na sexta-feira foi rasgado, na hora da entrada, o código de barras, o que impossibilitaria sua leitura nos dois dias seguintes do evento. “[Os organizadores] poderiam ter avisado previamente que os torcedores deveriam trazer três cópias dos ingressos impressas”, disse. Para miminizar o problema, a organização criou um guichê de reimpressão de bilhetes ao lado dos de comercialização.

O agrônomo viu a vitória de Bellucci por 3 sets a 1 ouvindo a narração de São Paulo x Cruzeiro. “Estava aqui sofrendo com o Bellucci e na expectativa de o Corinthians marcar um gol. Por enquanto, ouço o jogo do São Paulo, que pelo menos vence o Cruzeiro. Quando informavam um gol, eu parava para ouvir se era do Corinhtians ou não”, afirmou o morador de Brasília, segundo o qual na sexta-feira em determinado momento faltou comida e bebida no ginásio.

Thomaz Bellucci após classificação do Brasil (Cristiano Andujar)

Thomaz Bellucci após classificação do Brasil (Cristiano Andujar)

Só às 17h30, quando quase todos os torcedores já haviam ido embora, foi avisado que não haveria mais o quinto jogo, o entre Rogério Dutra Silva e Pablo Andujar, já que o Brasil já tinha fechado o confronto e houve acordo entre os capitães.

A empresária Marcelle Rios também reclamou da falha do placar. “Como não entendo muito de tênis, dependo do acompanhamento do placar, senão perco como está o jogo. Muitas pessoas ficavam perguntando umas para as outras quanto estava”, declarou ela, que comprou um ingresso a cada dia e foi pega de surpresa quando descobriu que no domingo (14) houve uma promoção que barateou o bilhete inteiro de R$ 130 para R$ 80. Como comprou meia-entrada no sábado, pagou R$ 65, R$ 25 a mais que gastaria no domingo.

Thomaz Bellucci é carregado por equipe brasileira (Marcello Zambrana)

Thomaz Bellucci é carregado por equipe brasileira (Marcello Zambrana)

Thomaz Bellucci foi o grande nome da classificação brasileira. Salvou match point e virou para 3 sets a 2 um jogo que perdia por 2 sets a 0 na sexta-feira. No domingo, teve três grandes sets e triunfou por 3 a 1. A outra vitória foi a de Bruno Soares/Marcelo Melo, dupla que fez 3 a 0 em Márc Lopez/David Marrero. A Espanha havia entrado em quadra como favorita pelo fato de seus jogadores de simples estarem mais bem posicionados no ranking da ATP que os brasileiros.

Apesar da importância do confronto, o ginásio do Ibirapuera não encheu: mesmo no domingo ainda havia cadeiras vagas em todos os setores.

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.