São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Em maio, ginastas vão sentir ‘clima olímpico’ no ginásio do Ibirapuera

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Arthur Zanetti, campeão olímpico (Ricardo Bufolin/CBG)

Arthur Zanetti, campeão olímpico (Ricardo Bufolin/CBG)

A ginástica artística estará de volta ao ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, de 1º a 3 de maio de 2015. A etapa brasileira da Copa do Mundo é um dos eventos mais aguardados do primeiro semestre, pois vai dar uma ideia de como será o comportamento da torcida brasileira e do que esperar dos ginastas brasileiros nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Pela primeira vez um ginasta brasileiro vai competir no ginásio do Ibirapuera como atual campeão olímpico. Arthur Zanetti conquistou a medalha de ouro em Londres-2012 na prova das argolas e admitiu estar ansioso pelo evento caseiro – afinal, ele é de São Caetano do Sul. “É muito importante todos os atletas de seleção experimentarem uma Copa do Mundo em São Paulo para ver como vai ser a torcida, o ginásio. Isso será bem positivo”, afirmou ele, que se lembra de ter visto das arquibancadas a finalíssima da Copa do Mundo em 2006, no mesmo ginásio.

Quem brilhou em 2006 foi Diego Hypolito, que no ginásio do Ibirapuera obteve o bicampeonato da prova do solo naquela finalíssima – já havia sido campeão do evento em Birmingham, em 2004. Na competição de dezembro de 2006, o que estava em pauta eram os Jogos Pan-Americanos de 2007, que também aconteceram no Rio de Janeiro. O Pan de 2015, cuja cidade-sede é Toronto, no Canadá, está marcado para o período de 10 a 26 de julho.

“Vamos poder treinar mais para os Jogos Olímpicos, pois a torcida brasileira é mais calorosa [que a de outros países]”, afirmou o atleta andreense.

É o que também observa a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica, Luciene Resende. “Esperamos que possamos realizar o evento da melhor forma possível, porque, afinal de contas, é um campeonato mundial e uma oportunidade para nossos atletas se prepararem para a Olimpíada-16”, declarou. A dirigente não descartou a possibilidade de não haver cobrança de entrada para o público, “mas isso vai depender do apoio governamental”.

Os homens competirão nas provas de solo, cavalo com alças, argolas, salto, barras paralelas e barra fixa; as mulheres, nas de salto, barras paralelas assimétricas, trave e solo.

Antes de chegar a São Paulo, a Copa do Mundo de ginástica artística vai passar por Cottbus, na Alemanha, Doha, no Qatar, e Liubliana, na Eslovênia, em 2015. O que vale para, ao fim da temporada, ser declarado o campeão de cada aparelho são os quatro melhores resultados de cada ginasta.

Leia também:
Ginástica artística: etapa da Copa do Mundo ocorre no Ibirapuera em maio
Ginasta se prepara para Rio-2016 em novo centro criado em região carente

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.