São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Esporte 28/01/2021

Parque linear no Pinheiros contará com pista de corrida e caminhada de 8,2 km

Por Esportividade

Pista de parque linear será à esquerda (Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente/Divulgação)

Um parque linear na margem oeste do rio Pinheiros, em São Paulo, será construído a partir de fevereiro de 2021 e tem inauguração prevista para fevereiro de 2022. Quando o primeiro trecho for concluído, vai oferecer uma pista de corrida e caminhada de 8,2 km de extensão entre a sede do Pomar Urbano e a ponte Cidade Jardim. Um novo edital será publicado ainda em 2021 para complemento do parque no trecho de 8,9 km entre as pontes Cidade Jardim e Jaguaré (Retiro).

Segundo o governo estadual, o Consórcio Parque Novo Rio Pinheiros investirá, nos próximos cinco anos, aproximadamente R$ 30 milhões na implantação e na manutenção de pista de caminhada, ciclovia, cafés e banheiros (estes no Parque Global, no Real Parque, do outro lado da avenida); ainda vai construir acessos para a entrada do público ao local.

É desagradável, por causa do mau cheiro, correr ao lado do rio Pinheiros, mas o governador João Doria disse que, daqui a menos de dois anos, estará despoluído.

“O parque Novo Rio Pinheiros é um passo na maior obra socioambiental, a despoluição do rio Pinheiros. É um investimento de R$ 4 bilhões do governo estadual em execução desde 2019, e, até dezembro de 2022, o estado de São Paulo entregará o Pinheiros totalmente limpo e despoluído à sua população”, afirmou.

O consórcio é formado por Amarílis (representante do Parque Global), Farah Service (a concessionária da ciclovia da outra margem do rio Pinheiros), Jardiplan e Metalu Brasil.

A contrapartida para os investimentos privados realizados nesse parque linear é a permissão de anúncios publicitários dentro dele e organização de eventos no espaço concedido, por exemplo.

Leia também:
Parada Santander é ponto de apoio ao ciclista na ciclovia da marginal Pinheiros

Comentários


  • AURELIO AGUIAR disse:

    A lógica seria primeiro despoluir o rio e depois fazer os investimentos de laser e infraestrutura, depois ficará abandonado como tantos outros investimentos sem critério.

  • Deixe seu comentário