São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Corrida de rua 19/10/2017

Prova inglesa em São Paulo transforma corrida em outra forma de ‘happy hour’

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Largada da Bloomberg Square Mile Relay (Esportividade)

Quarta-feira, 19h, Itaim Bibi. Alguns enfrentam congestionamento; outros, trens cheios e (muito) calor. Ainda existem aqueles que, para evitar sair do trabalho na “hora do rush” e para relaxar, preferem o tradicional happy hour ou a academia. Cerca de 520 pessoas, porém, trocaram todas essas opções por participar de uma corrida de revezamento em meio a tudo isso, no parque do Povo, zona oeste de São Paulo: Bloomberg Square Mile Relay.

A primeira edição brasileira da prova corporativa, cujo país de origem é a Inglaterra, é inacessível para grande parte dos paulistanos, mas é um bom exemplo de um formato que pode ser seguido por outros eventos.

A Bloomberg Square Mile Relay é, principalmente, uma corrida pensada como uma plataforma de relacionamento entre funcionários de grandes empresas de tecnologia e instituições financeiras. Não foi só aqui assim: também o foi em Londres, Cingapura, Hong Kong, Xangai, Dubai, Sydney, Nova York, São Francisco e Tóquio.

Cada equipe empresarial de dez pessoas desembolsava R$ 3 mil – “mais impostos” – para disputar a prova, e cada integrante, que corria uma milha (1,609 km) somente dentro do parque, tinha direito a camiseta, medalha, toalha, prato principal, sobremesa, três bebidas na “arena do evento” e duas cervejas na festa pós-prova.

Não é mesmo uma competição acessível para a maior parte das empresas e pessoas, mas ela deixa aberta uma possibilidade: a de a participação em corridas ser mais que uma atividade individual e dominical.

Alongamento no parque do Povo antes da prova (Esportividade)

A organização da Square Mile Relay faz o evento de tal forma que a corrida torna-se uma forma de happy hour esportivo – como já o são o futebol e o kart. Nestes, uma pessoa se reúne com amigos para competir com e contra eles depois do expediente; ao fim da competição, às vezes já na mesa do bar, existem aquelas “intermináveis” discussões sobre pênaltis e ultrapassagens.

O evento inglês coloca a corrida nesse mesmo patamar, o de promoção da interação entre colegas de trabalho. Na Square Mile Relay, existiu um incentivo para cada empresa apresentar sua identidade, inclusive visual, correndo com camiseta própria, tanto é que a do evento foi somente entregue quando cada atleta completou sua participação.

A classificação da prova foi transmitida em tempo real em um monitor. Ao fim da disputa, os corredores puderam retirar um papel com o tempo de cada um e discutir sobre os desempenhos individuais e coletivo (parece kart indoor, não parece?).

A Bloomberg Square Mile Relay mostrou, além disso, que os parques da cidade podem ser mais bem utilizados e receber eventos esportivos até em dias úteis, motivando as pessoas a sair do sedentarismo.

Deixe seu comentário