São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS
Vôlei 05/06/2014

Seleção brasileira masculina joga em São Paulo com time ‘em construção’

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade
Lipe saca em treino da seleção no Ibirapuera (Alexandre Arruda/CBV)

Lipe saca em treino da seleção no Ibirapuera (Alexandre Arruda/CBV)

A seleção brasileira masculina de vôlei chega à cidade de São Paulo para dois jogos contra o Irã ciente de que necessita melhorar para voltar a obter bons resultados. O que a torcida que for ao ginásio do Ibirapuera nesta sexta-feira, 6 de junho, e neste sábado, 7 de junho, verá uma equipe buscando afirmação nesta temporada, cujo campeonato principal será o Mundial em agosto e setembro; nele, o Brasil poderá conquistar o quarto título consecutivo.

gerflor_logoOferecimento: Gerflor®, o piso da Liga Mundial
Taraflex™, da Gerflor®, é o piso homologado e usado pela FIVB. Um produto ideal para quadras poliesportivas, para o uso de qualquer praticante.

Na Liga Mundial-2014, o Brasil já fez quatro jogos e foi derrotado em três deles: foi batido pela Itália, garantida na fase final por ser país-sede, em Jaraguá do Sul (SC) duas vezes por 3 sets a 1; venceu a Polônia por 3 a 0 em Maringá (PR) e, no dia seguinte, foi superado por ela também por 3 a 0. Agora enfrenta o Irã, derrotado duas vezes pela Itália por 3 a 0.

O central Isac e o oposto Wallace, ambos do Sada Cruzeiro, não participaram dos jogos anteriores: tiveram duas semanas de folga e voltaram aos treinos no começo da semana passada. “Estamos em fase de adaptação, de montagem de um novo grupo. É necessário, então, você ter um pouco de paciência para as coisas caminharem aos poucos”, disse Wallace, que desta vez não receberá bolas do levantador William. “Desde a Copa dos Campeões o Bruninho acertou bem minhas bolas. O próprio Raphael já sabe mais ou menos como é. Com alguns treinamentos os desajustes desaparecem”, declarou ele, segundo o qual ele está no grupo “para somar”.

Bernardinho orienta jogadores em treino do Brasil (Alexandre Arruda/CBV)

Bernardinho orienta jogadores em treino do Brasil (Alexandre Arruda/CBV)

Bruninho prefere não dar desculpas sobre as três derrotas. “Perdemos por ainda estarmos abaixo tecnicamente e taticamente do que nós esperamos e podemos produzir. Nosso grande objetivo é o Mundial, mas sempre jogamos a Liga para vencer. Os treinamentos nesta semana foram ainda mais intensos e nosso foco e nossa concentração estão muito maiores, porque somente assim reverteremos a situação.” O levantador declarou que essa equipe já mostrou poder ser vitoriosa: “Sete meses atrás conquistamos um título contra grandes equipes na Copa dos Campeões e jogando vôlei de alto nível; precisamos recuperar isso e ter noção de que não nos esquecemos de jogar de um dia para o outro”.

Lucão prevê crescimento do Brasil ainda nesta Liga Mundial: “Talvez tenha sido a maior renovação que tenha acontecido de uma vez só na seleção brasileira. Apanhamos um pouco com os erros, o que é normal para uma equipe que foi montada há pouco tempo. Com o grupo completo, o Bernardo vai conseguir dar uma cara bastante para a equipe, que crescerá bastante”. O central ainda elogiou o ponteiro Lucarelli, colega de Sesi e titular da seleção aos 22 anos. Murilo, outro ponteiro do Sesi, desta vez participa da Liga Mundial – em 2013, passou por uma cirurgia no ombro direito.

Na Liga Mundial-2013, o Brasil ficou com o vice-campeonato. A Rússia foi a campeã. O mais recente título brasileiro no torneio anual foi em 2010.

Adversário

Seleção masculina treina no ginásio do Ibirapuera (Alexandre Arruda/CBV)

Seleção masculina treina no ginásio do Ibirapuera (Alexandre Arruda/CBV)

O que Bruninho diz sobre o Irã: “Para mim é a equipe que mais cresceu nos dois últimos anos. Em 2013, derrotou todos os times de primeira linha com exceção de Brasil e Rússia. É uma equipe com saque muito forte, um volume de jogo grande, uma defesa muito bem composta. Precisaremos ter muita paciência contra eles para não cometermos mais erros do que eles”.

Saiba como foi o jogo de sexta-feira, 6 de junho de 2014:
Público passa por sufoco para chegar ao Ibirapuera; Brasil, para superar Irã

Saiba como foi o jogo de sábado, 7 de junho de 2014:
Torcida mantém apoio ao Brasil no Ibirapuera, mas seleção decepciona

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.