São Paulo - região metropolitana
BUSCA
DE EVENTOS
BUSCA DE EVENTOS

Virada Esportiva de 2021 deixa à mostra contradição da Prefeitura de São Paulo

Por Andrei Spinassé, editor do Esportividade

Tirolesa no Vale do Anhangabaú, a partir do viaduto do Chá, em 2016 (Esportividade)

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer apresentou a Virada Esportiva de 2021 da cidade de São Paulo, prevista para os dias 4 e 5 de dezembro, mencionando os males do sedentarismo e do excesso de tempo gasto diante de telas. A própria pasta, porém, acabou de investir mais no que ela diz combater do que na prática de atividades físicas.

A E-Virada Esportiva, campeonato de jogos eletrônicos, recebeu investimento municipal de R$ 6.147.638,75 (com aditivo de R$ 1.229.527,75), pagos a uma mesma entidade, a Associação Paulistana de Recreação, Esporte e Lazer (parceira da BBL, Bad Boy Leeroy), enquanto para a Virada Esportiva convencional foi destinada a quantia de até R$ 2 milhões. Cinco milhões de reais da Virada gamer saíram da dotação orçamentária “fomento ao esporte”; o restante, da administração do autódromo de Interlagos.

Em comunicado enviado à imprensa na sexta-feira (26), a secretaria disse que “a combinação da falta de exercícios com longas horas sentado é perfeita para surgimento de doenças cardiovasculares, com infarto e acidente vascular cerebral”.

A Seme prossegue: “Um trabalho publicado pela revista médica ‘The Lancet’ constatou que ficar sentado durante oito horas por dia aumenta em 10% o risco de morte. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estabelece um mínimo de 150 minutos semanais de atividade física aeróbica, de intensidade moderada, para quem fica o dia todo sentado”.

“Já um novo estudo publicado em agosto último no ‘American Journal of Physiology-Endocrinology and Metabolism’ mostra que três minutos de exercícios (movimentar o corpo) a cada meia hora ajudam a combater os danos de ficar sentado.”

Logo após dizer isso, a prefeitura trata da final presencial da Virada gamer, prevista para o mesmo domingo da Virada Esportiva convencional, com os jogos Counter-Strike: Global Offensive (PC), Fifa 2022 (consoles) e Free Fire (mobile).

Ao retirar recursos de “fomento ao esporte” e investir mais que o triplo de dinheiro na E-Virada Esportiva, fica clara a diferença entre o discurso da prefeitura e a prática.

A programação da Virada Esportiva de São Paulo de 2021 já pode ser conferida: clique aqui.

Observação: notícia atualizada às 9h40 de 27/11/2021.

Leia também:
Virada Esportiva de 2021 faz academias liberarem acesso a não alunos em dois dias

Deixe seu comentário


Enviando esse comentário estou ciente da política de privacidade deste SITE JORNALÍSTICO.